Depois do TJBA, outros dois Tribunais de Justiça do Nordeste devem ser alvos de Operações da PF, ainda este ano, revela Radar da Veja



Sem especificar os nomes, a Coluna Radar da Veja acaba de revelar que pelo menos dois outros Tribunais de Justiça nordestinos serão alvos de Operações da Polícia Federal por corrupção.

Até o momento, apenas os Tribunais de Justiça do Ceará e da Bahia foram agraciados com uma limpeza de seus quadros envolvidos com corrupção mediante vendas de decisões judiciais. No Ceará, pelo menos 4 desembargadores foram afastados por venda de habeas corpus para traficantes, na chamada Operação Expresso 150. Na Bahia, além do afastamento de desembargadores na operação Faroeste, por venda de sentença a grileiros e homicídios, incluindo o próprio presidente, uma desembargadora teve prisão preventiva decretada, por obstrução da Justiça.

A nota da Radar diz que a "Lava Toga, que começou pelo Tribunal de Justiça da Bahia, com prisões e afastamento de seis magistrados da Corte, chegou a falcatruas em outros dois tribunais de justiça do Nordeste."

Ainda segundo a coluna, "além de duas excelências da Justiça baiana que querem delatar, as investigações devem avançar com novas operações da Polícia Federal ainda neste ano. O Natal será animado."

MAIS VISITADAS DO MÊS

Justiça recebe denúncia contra tenente coronel da PMPE acusado de assediar sexualmente 4 subordinadas policiais militares

Roberto Viana e o Game of Thrones de Pernambuco

Antônio Campos cumpriu o que disse à Época e depôs hoje, no MPF, como testemunha em inquérito sigiloso envolvendo caciques do PSB. Vejam a nota

Indústria de multas de Geraldo Júlio arrecadou R$ 230 milhões em apenas 4 anos enquanto gastos com educação no trânsito não chegam a R$ 550 mil

Monitoramento e "grampos" contra Coronel Meira e Antonio Campos teriam sido ordenados ao DRACO pelo Palácio, segundo informe da Inteligência da PM ao Coronel. Leia denúncia à PF