Depois do TJBA, outros dois Tribunais de Justiça do Nordeste devem ser alvos de Operações da PF, ainda este ano, revela Radar da Veja



Sem especificar os nomes, a Coluna Radar da Veja acaba de revelar que pelo menos dois outros Tribunais de Justiça nordestinos serão alvos de Operações da Polícia Federal por corrupção.

Até o momento, apenas os Tribunais de Justiça do Ceará e da Bahia foram agraciados com uma limpeza de seus quadros envolvidos com corrupção mediante vendas de decisões judiciais. No Ceará, pelo menos 4 desembargadores foram afastados por venda de habeas corpus para traficantes, na chamada Operação Expresso 150. Na Bahia, além do afastamento de desembargadores na operação Faroeste, por venda de sentença a grileiros e homicídios, incluindo o próprio presidente, uma desembargadora teve prisão preventiva decretada, por obstrução da Justiça.

A nota da Radar diz que a "Lava Toga, que começou pelo Tribunal de Justiça da Bahia, com prisões e afastamento de seis magistrados da Corte, chegou a falcatruas em outros dois tribunais de justiça do Nordeste."

Ainda segundo a coluna, "além de duas excelências da Justiça baiana que querem delatar, as investigações devem avançar com novas operações da Polícia Federal ainda neste ano. O Natal será animado."

MAIS VISITADAS DO MÊS

PF flagrou 114 contatos telefônicos entre desembargadora afastada e traficante de drogas e assaltante de carro-forte

STF afasta Conselheiro do TCM-BA por propina de R$ 25 milhões exigida quando era ministro das Cidades

"Jovem deputado foi nutrido na mamadeira da Odebrecht", responde Antonio Campos ao sobrinho João Campos após ser chamado de "mau sujeito" em audiência da Câmara

Remuneração a juíza do TJ-PE chega a mais de R$ 1 milhão em novembro, revela a Folha de São Paulo

Paulo Câmara liberou R$ 60 milhões para pagar férias indenizadas no TJPE beneficiando a própria mulher que é juíza. Para os demais servidores, aumento na alíquota da Previdência. Manobra foi revelada pela Folha de São Paulo