Paulo Câmara fez escola: governador do Tocantins dá canetada e afasta todos os delegados que investigaram crimes contra a Administração Pública cometidos por aliados do gestor



O presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Tocantins (Sindepol/TO), Mozart Felix, divulgou nota e vídeo denunciando  a remoção e movimentação de todos os Delegados de Polícia do Estado como forma de perseguir e frear aqueles que investigavam ou estavam relacionados ao combate à corrupção envolvendo o Governo do Tocantins e parlamentares aliados do governador. A medida foi publicada à meia noite desta quarta-feira, 06, no Diário Oficial do Estado.


"Todos os Delegados vinculados ao combate à corrupção no Tocantins foram retirados de suas delegacias, ação essa que prejudica a estabilidade do profissional, o andamento das investigações, e mais uma vez, qualifica perseguições e intimidações que, inegavelmente, prejudicam o interesse da população em combater a corrupção no estado", disse Mozart Felix, em nota.

"Desde outubro de 2018, em investigação que teve início ainda nas eleições suplementares, envolvendo parente e o próprio líder do Governo na Assembleia Legislativa, o Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Tocantins vem denunciando as constantes perseguições do Governo para com os Delegados, com ações que prejudicam o desenvolvimento da Segurança Pública", prossegue a nota.

A atitude do governador do Tocantins, Mauro Carlesse, do DEM, assemelha-se à manobra do governador de Pernambuco, Paulo Câmara, do PSB, com apoio de deputados estaduais, de extinguir a Decasp -Delegacia dos Crimes Contra a Administração e Serviços Públicos, como forma de afastar a delegada Patrícia Domingos do comando das investigações contra políticos e empresários ligados ao governador, por atos de corrupção.

Hoje, aliás, completa um ano da extinção daquela Delegacia especializada no combate à corrupção. 

MAIS VISITADAS DO MÊS

Contrato da iluminação pública de Olinda leva à condenação da vice-governadora de Pernambuco e ex-prefeita do município por improbidade administrativa com suspensão dos direitos políticos por seis anos

Corruptocracia Pernambucana: Prefeito com tornozeleira é recebido com festa ao retornar ao cargo depois de desviar quase cem milhões da Previdência. Veja o vídeo

STF derruba sigilo de gastos da Presidência e Bolsonaro terá que mostrar faturas milionárias do cartão corporativo

Cabos da PM/PE denunciam que governo de Pernambuco só promove oficiais: "Quanta injustiça numa única corporação!"

DRACO pede e TJPE autoriza prisão do filho do operador pivô do afastamento do prefeito de São Lourenço da Mata e da prisão do prefeito de Camaragibe