PGR foi contra e Fachin negou pedido da PF para prender Dilma, Eunício, Mantega e ministro do TCU


DO VORTEX
Ao autorizar a nova fase da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, o ministro Edson Fachin negou pedidos de prisão preventiva da ex-presidente Dilma Rousseff, do ex-presidente do Senado Eunício Oliveira, do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega e do ministro do Tribunal de Contas da União Vital do Rego.

A PF sustentou ao Supremo que os alvos poderiam atrapalhar as investigações. A Procuradoria-Geral da República foi contra o pedido da PF sob argumento de que não havia elementos para justificar a restrição de liberdade. Fachin seguiu o entendimento do Ministério Público Federal.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos