Advogado da quadrilha do PSB da Paraíba, pago com dinheiro da corrupção para processar e perseguir jornalistas também foi preso.



O esquema criminoso do ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB), recolhido ao xilindró por corrupção, segundo o Ministério Público Estadual, pagava com dinheiro roubado um advogado que processava para intimidar “jornalistas que ousaram denunciar as práticas do grupo”. O capanga de Coutinho que se prestava a isso se chama Francisco das Chagas, vulgo “Chico Peidão”. O elemento está entre os presos. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Entre jornalistas processados e caçados a mando de Ricardo Coutinho estava a ex-mulher Pâmela Bório, que denunciava falcatruas do grupo.

Jornalistas perseguidos: Anderson Soares, Helder Moura, Marcone Ferreira Thiago Moraes, Nilvan Ferreira, Marcelo José e Alan Kardec.

O Ministério Público chamou de “litigância dissimulada” a desfaçatez de processar jornalistas que denunciaram fatos que de fato ocorreram.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Exclusivo: Polícia Civil de Pernambuco prende maior estelionatário do Nordeste. Hacker, que estava foragido, foi preso pela Delegacia do Cordeirro. Golpes ultrapassam a casa dos R$ 100 milhões

Exclusivo: Saiba quem são todos os 41 alvos das Operações Casa de Papel e Antídoto, deflagradas hoje, pela PF, e que também teve como alvos as Prefeituras do Recife, do Cano, de Paulista e de Olinda

Advogado dos Bolsonaro, Wasef, teve pedido de prisão em inquérito que investigou seita satanista suspeita de matar crianças em rituais. Seita tinha integrantes também em Pernambuco

DRACCO faz operação contra Sebastião Figueroa, maior fornecedor de produtos gráficos para políticos e governos em Pernambuco. Veja as imagens exclusivas do Blog da Noelia Brito

Covidão: PF faz buscas nas Prefeituras do Recife, Paulista, Cabo e Olinda contra corrupção na pandemia