Advogado da quadrilha do PSB da Paraíba, pago com dinheiro da corrupção para processar e perseguir jornalistas também foi preso.



O esquema criminoso do ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB), recolhido ao xilindró por corrupção, segundo o Ministério Público Estadual, pagava com dinheiro roubado um advogado que processava para intimidar “jornalistas que ousaram denunciar as práticas do grupo”. O capanga de Coutinho que se prestava a isso se chama Francisco das Chagas, vulgo “Chico Peidão”. O elemento está entre os presos. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Entre jornalistas processados e caçados a mando de Ricardo Coutinho estava a ex-mulher Pâmela Bório, que denunciava falcatruas do grupo.

Jornalistas perseguidos: Anderson Soares, Helder Moura, Marcone Ferreira Thiago Moraes, Nilvan Ferreira, Marcelo José e Alan Kardec.

O Ministério Público chamou de “litigância dissimulada” a desfaçatez de processar jornalistas que denunciaram fatos que de fato ocorreram.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Aliado de Arthur Lira, do Centrão, Marinaldo Rosendo é alvo de Operação da PF por desvios de recursos do SUS durante sua primeira gestão na Prefeitura de Timbaúba

Após dia de polêmica, Marília Arraes solta nota rebatendo acusações de traição, golpismo e aliança com a direita que lhe foram imputadas por colegas do PT

Lideranças e ex-presidentes defendem reeleição do Bruno Baptista à presidência da OAB/PE

Diretoria Antimáfia Italiana e Polícia Federal em Pernambuco prendem Italiano apontado como líder de rede de traficantes internacionais de drogas. O estrangeiro morava em Aldeia, na cidade pernambucana de Camaragibe

Priscila Krause afirma que João Campos manteve equipe administrativa da Secretaria de Saúde, alvo de sete operações da PF: “de fato ele confia na equipe”