Gravações mostram ex-governador da Paraíba, do PSB, negociando propinas milionárias com delator. Em Pernambuco, Blog da Noelia Brito denunciou esquema semelhante com OSs ao MPF e ao MPPE, flagrado em grampos do MPRN, mas até hoje envolvidos seguem impunes



Áudios fornecidos pelo delator Daniel Gomes mostram o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, do PSB, negociando milhões em propinas que seriam apuradas por meio de desvios dos recursos pagos pelo Governo da Paraíba a empresários contratados de forma direcionada para gerir, por meio de organizações sociais, diversas unidades de saúde do Estado vizinho.

As transcrições das conversas constam da decisão de 206 páginas do desembargador Ricardo Vital de Almeida, do Tribunal de Justiça da Paraíba, que determinou a prisão de Coutinho, de dois ex-procuradores gerais do Estado da Paraíba, apontados como coletores de propina, de deputados estaduais, de empresários e de secretários e ex-secretários da Paraíba, que comandavam esquema de corrupção desde a época em que o socialista era prefeito de João Pessoa.

Vejam alguns trechos das conversas entre Coutinho e um dos delatores do esquema:




Esquema de corrupção semelhante envolvendo pagamentos de propinas por empresários ligados a Organizações Sociais em Pernambuco, foram denunciados pela editora deste Blog junto ao Ministério Público de Pernambuco e ao Ministério Público Federal, mas até hoje os envolvidos, que foram flagrados em grampos da Operação Assepsia, fornecidos por nossa Editora às autoridades pernambucanas, obtidos junto ao Ministério Público do Rio Grande do Norte e que desbaratou o mesmo esquema naquele Estado, mas até hoje não se tem qualquer notícia de eventuais providências tomadas contra os corruptos e corruptores pernambucanos.

Relembre o caso denunciado pelo Blog da Noelia Brito desde 2013:




MAIS VISITADAS DO MÊS

Justiça recebe denúncia contra tenente coronel da PMPE acusado de assediar sexualmente 4 subordinadas policiais militares

Empresário é executado com tiro na cabeça, no Recife e Polícia mantém seu nome sob sigilo. Vítima seria irmão de autoridade do Poder Judiciário. Crimes de mando têm sido frequentes em Pernambuco

Roberto Viana e o Game of Thrones de Pernambuco

Antônio Campos cumpriu o que disse à Época e depôs hoje, no MPF, como testemunha em inquérito sigiloso envolvendo caciques do PSB. Vejam a nota

Indústria de multas de Geraldo Júlio arrecadou R$ 230 milhões em apenas 4 anos enquanto gastos com educação no trânsito não chegam a R$ 550 mil