PF investiga sociedade de familiares de FBC com empreiteiro, em paraíso fiscal americano, revela Crusoé


Matéria publicada pela Revista Eletrônica Crusoé e assinada por Fabio Serapião revela que a  Polícia Federal investiga uma possível sociedade entre o líder do governo Bolsonaro, o senador pernambucano Fernando Bezerra Coelho e um empreiteiro, numa empresa sediada no Estado americano de Delaware, conhecido como uma espécie de paraíso fiscal, em pleno solo americano.

Segundo a matéria, mensagens encontradas em endereços de FBC, durante a Operação Desintegração, deflagrada em setembro de 2019, para investigar o suposto pagamento de propina de 5,5 milhões de reais de empreiteiras para o senador, à época ministro da Integração Nacional no governo de Dilma Rousseff, teriam levado a PF a rastrear a sociedade. 

Ainda segundo a matéria, a propina teria relação com as obras do Canal do Sertão e Transposição do Rio São Francisco. Os documentos demonstrariam que Marcos Borin, da empresa Constremaq, teria repassado os direitos da Qumir USA LLC, sediada em Delaware, para familiares de Bezerra.

Borin, diz a matéria,  "é um dos empresários que, segundo o delator João Carlos Lyra, pagou propina para Bezerra em troca de benefícios no ministério da Integração. Não foi possível ainda identificar, diz a PF, se essa 'renúncia de direitos' gerou ganhos financeiros para Bezerra."

Trecho do relatório da PF diz que “No entanto é importante registrar que a empresa Qumir USA LLC está registrada no Estado de Delaware, nos Estados Unidos, localidade conhecida pelo aumento exponencial na instalação de empresas de fachada, ou seja, tal Estado seria uma espécie de paraíso fiscal dentro do território americano”.

Para avançar na apuração sobre a relação de Bezerra com a empresa no paraíso fiscal, a PF pediu mais tempo para concluir o inquérito: “A hipótese criminal que aponta para essa continuidade delitiva exige o aprofundamento da investigação a fim de melhor compreender os efeitos decorrentes da renúncia de direitos da empresa Qumir USA LLC efetuado por Marcos Borin em favor de familiares do Senador Fernando Bezerra, notadamente se tal renúncia se traduziu em ganhos financeiros para o parlamentar”, afirma a PF no relatório parcial sobre a investigação.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Exclusivo: Polícia Civil de Pernambuco prende maior estelionatário do Nordeste. Hacker, que estava foragido, foi preso pela Delegacia do Cordeirro. Golpes ultrapassam a casa dos R$ 100 milhões

Exclusivo: Saiba quem são todos os 41 alvos das Operações Casa de Papel e Antídoto, deflagradas hoje, pela PF, e que também teve como alvos as Prefeituras do Recife, do Cano, de Paulista e de Olinda

Advogado dos Bolsonaro, Wasef, teve pedido de prisão em inquérito que investigou seita satanista suspeita de matar crianças em rituais. Seita tinha integrantes também em Pernambuco

DRACCO faz operação contra Sebastião Figueroa, maior fornecedor de produtos gráficos para políticos e governos em Pernambuco. Veja as imagens exclusivas do Blog da Noelia Brito

Covidão: PF faz buscas nas Prefeituras do Recife, Paulista, Cabo e Olinda contra corrupção na pandemia