Antonio Campos revela ameaças e pedido de proteção à PF após depoimento ao MPF envolvendo caciques do PSB



Em mensagem enviada pelo WhatsApp a vários contatos, o advogado e presidente da Fundação Joaquim Nabuco, Antônio Campos, revela que estaria sendo alvo de ameaças e intimidações depois de pasaar três horas diante de três Procuradores da República, como testemunha em um inquérito sigiloso sobre atividades ilícitas envolvendo caciques do PSB, seu antigo Partido e de seu irmão, o ex-governador Eduardo Campos.

Na mensagem, Tonca, como é conhecido Antonio Campos, afirma que hoje, pela manhã, por intermédio de seus advogados,  pedirá "segurança de vida à Polícia Federal" e comunicará "ameaças ao MPF", pelo que qualificou de tentativas de intimidação de testemunhas".

MAIS VISITADAS DO MÊS

Certidão de Óbito autenticada pelo TJPE atesta morte de morador de Prazeres, em Jaboatão, Pernambuco, por coronavírus, mas SES não o inclui nas estatísticas. Secretaria silencia sobre o caso

URGENTE! Governo de Pernambuco estaria escondendo duas mortes por coronavírus. Denúncia é de policiais civis que trabalham no IML que não teriam equipamentos adequados para autópsia

Pacto Pela Morte: Delegados denunciam ordem do Governo Paulo Câmara que facilita prescrição de crimes, principalmente de homicídios, inclusive com ameaças de perseguições contra quem não aceitar prevaricar

Empresário que escapou de quarentena e levou covid-19 para sul da BA é filho de uma desembargadora do TJ/CE, ex-conselheira do CNJ

Direita já se organiza para derrubar Bolsonaro, o louco. Frota protocola impeachment e Janaina decreta: "esse senhor tem que sair"