Antonio Campos revela ameaças e pedido de proteção à PF após depoimento ao MPF envolvendo caciques do PSB



Em mensagem enviada pelo WhatsApp a vários contatos, o advogado e presidente da Fundação Joaquim Nabuco, Antônio Campos, revela que estaria sendo alvo de ameaças e intimidações depois de pasaar três horas diante de três Procuradores da República, como testemunha em um inquérito sigiloso sobre atividades ilícitas envolvendo caciques do PSB, seu antigo Partido e de seu irmão, o ex-governador Eduardo Campos.

Na mensagem, Tonca, como é conhecido Antonio Campos, afirma que hoje, pela manhã, por intermédio de seus advogados,  pedirá "segurança de vida à Polícia Federal" e comunicará "ameaças ao MPF", pelo que qualificou de tentativas de intimidação de testemunhas".

MAIS VISITADAS DO MÊS

Justiça recebe denúncia contra tenente coronel da PMPE acusado de assediar sexualmente 4 subordinadas policiais militares

Única nota 1000 do ENEM de Pernambuco faz homenagem a seu professor de Português

À Época, Antônio Campos afirma ter denunciado, às autoridades, esquema maior do que o da Paraíba, operando em Pernambuco pelas mãos de Renata Campos e do PSB

Indústria de multas de Geraldo Júlio arrecadou R$ 230 milhões em apenas 4 anos enquanto gastos com educação no trânsito não chegam a R$ 550 mil

Exclusivo: Sai João e entra Tadeu na sucessão no Recife