Antonio Campos revela ameaças e pedido de proteção à PF após depoimento ao MPF envolvendo caciques do PSB



Em mensagem enviada pelo WhatsApp a vários contatos, o advogado e presidente da Fundação Joaquim Nabuco, Antônio Campos, revela que estaria sendo alvo de ameaças e intimidações depois de pasaar três horas diante de três Procuradores da República, como testemunha em um inquérito sigiloso sobre atividades ilícitas envolvendo caciques do PSB, seu antigo Partido e de seu irmão, o ex-governador Eduardo Campos.

Na mensagem, Tonca, como é conhecido Antonio Campos, afirma que hoje, pela manhã, por intermédio de seus advogados,  pedirá "segurança de vida à Polícia Federal" e comunicará "ameaças ao MPF", pelo que qualificou de tentativas de intimidação de testemunhas".

MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos