Indígenas denunciam "covardia" de Geraldo Julio que os proibiu, após 25 anos, de vender seus produtos no Mercado de São José



Indígenas que há 25 anos se deslocam de Palmeira dos Índios, em Alagoas, para, durante o período pré-carnavalesco venderem seus produtos no Mercado de São José, tiveram uma ingrata surpresa ao serem proibidos pela gestão Geraldo Julio de realizarem suas vendas este ano, chegando a serem expulsos por fiscais da gestão.

Áureo Cisneiros esteve com lojistas do Mercado que testemunharam a importância da presença dos indígenas no fomento ao turismo na região 

Os indígenas, que são apoiados pelos comerciantes do próprio Mercado, denunciam o que classificam de "covardia" do Prefeito, que com sua atitude estaria fazendo com que alguns estejam passando fome junto com familiares. Lembram que seus produtos, além de atraírem turistas para o mercado, são manifestações cultuŕais nativas.

Uma das indígenas chega a desabafar: "Nossos produtos não são droga não!"

Vejam a denúncia completa no vídeo:





MAIS VISITADAS DO MÊS

Exclusivo: Polícia Civil de Pernambuco prende maior estelionatário do Nordeste. Hacker, que estava foragido, foi preso pela Delegacia do Cordeirro. Golpes ultrapassam a casa dos R$ 100 milhões

Exclusivo: Saiba quem são todos os 41 alvos das Operações Casa de Papel e Antídoto, deflagradas hoje, pela PF, e que também teve como alvos as Prefeituras do Recife, do Cano, de Paulista e de Olinda

Advogado dos Bolsonaro, Wasef, teve pedido de prisão em inquérito que investigou seita satanista suspeita de matar crianças em rituais. Seita tinha integrantes também em Pernambuco

DRACCO faz operação contra Sebastião Figueroa, maior fornecedor de produtos gráficos para políticos e governos em Pernambuco. Veja as imagens exclusivas do Blog da Noelia Brito

Covidão: PF faz buscas nas Prefeituras do Recife, Paulista, Cabo e Olinda contra corrupção na pandemia