Indígenas denunciam "covardia" de Geraldo Julio que os proibiu, após 25 anos, de vender seus produtos no Mercado de São José



Indígenas que há 25 anos se deslocam de Palmeira dos Índios, em Alagoas, para, durante o período pré-carnavalesco venderem seus produtos no Mercado de São José, tiveram uma ingrata surpresa ao serem proibidos pela gestão Geraldo Julio de realizarem suas vendas este ano, chegando a serem expulsos por fiscais da gestão.

Áureo Cisneiros esteve com lojistas do Mercado que testemunharam a importância da presença dos indígenas no fomento ao turismo na região 

Os indígenas, que são apoiados pelos comerciantes do próprio Mercado, denunciam o que classificam de "covardia" do Prefeito, que com sua atitude estaria fazendo com que alguns estejam passando fome junto com familiares. Lembram que seus produtos, além de atraírem turistas para o mercado, são manifestações cultuŕais nativas.

Uma das indígenas chega a desabafar: "Nossos produtos não são droga não!"

Vejam a denúncia completa no vídeo:





MAIS VISITADAS DO MÊS

Certidão de Óbito autenticada pelo TJPE atesta morte de morador de Prazeres, em Jaboatão, Pernambuco, por coronavírus, mas SES não o inclui nas estatísticas. Secretaria silencia sobre o caso

URGENTE! Governo de Pernambuco estaria escondendo duas mortes por coronavírus. Denúncia é de policiais civis que trabalham no IML que não teriam equipamentos adequados para autópsia

Pacto Pela Morte: Delegados denunciam ordem do Governo Paulo Câmara que facilita prescrição de crimes, principalmente de homicídios, inclusive com ameaças de perseguições contra quem não aceitar prevaricar

Alunos de escola tradicional do Recife fazem apologia ao Nazismo e instituição solta nota de repúdio

Empresário que escapou de quarentena e levou covid-19 para sul da BA é filho de uma desembargadora do TJ/CE, ex-conselheira do CNJ