Jornalista provoca colegas a esmiuçarem o que faziam assessores de Damares e deputada bolsonarista do Rio de Janeiro no meio do motim de policiais cearenses

Em coletiva, o ex-governador Ciro Gomes, irmão de Cid Gomes também questionou a presença da deputada fluminense Major Fabiana, no Ceará, a quem acusou de ligações com o crime organizado e com as milícias no Rio de Janeiro. Camilo Santana se recusou a  receber a deputada e asseasores de Damares que estranhamente estavam no Ceará durante o motim de supostos policiais que, mascatados e usando viaturas da PM, oedemaram toque de recolher em Sobral, terra dos Ferreira Gomes


HORA DE FAZER JORNALISMO 

*Por Inês Aparecida, jornalista 

Os tiros que atingiram Cid Gomes e tudo o mais que envolve o episódio dão uma oportunidade valiosa para que a imprensa faça jornalismo. E a imprensa não está fazendo jornalismo? Pergunto e também respondo:de uns tempo pra cá, faz não. Faz pirotecnia, show, escamoteia, dissimula, esconde notícia e até desinforma. Mas antes que apanhe, digo que há exceções e são nessas exceções que se aguarda uma verticalização nos dados que estão se apresentando de uma forma que, por enquanto, pode aparecer aleatória. 

Como o senador Cid Gomes (PDT-CE) felizmente está se recuperando, fora da zona de perigo, a “imprensa livre” pode então se ater a esmiuçar, por exemplo, o que faziam aqui Sérgio Queiroz e Herbert Barros, ambos do Ministério da Damares; os deputados federais Alberto Neto, do Amazonas e Major Fabiana, do Rio de Janeiro. Os dois parlamentares, “terrivelmente” bolsonaristas, assim como os assessores do Ministério da Senhora da Goiabeira. 

Oficialmente vieram para ajudar numa negociação com o Governo do Estado, segundo o deputado Cap. Vagner, mentor dos movimentos de insubordinação dentro da Policia Militar. Basta lembrar o final de 2011 e começo de 2012.Mas a leitura a fazer vai mais além e o fio da meada pode começar com o tema “desestabilização de um Governo petista”. Seria tudo que os milicianos do Planalto e suas facções estaduais desejariam. E se possível, ampliar as ondas para os outros Estados nordestinos, a região “rebelde” que deu maioria de votos a Fernando Haddad. 

Portanto, deixando politiquices de lado – Cid foi intempestivo, Cid é destrambelhado, Cid é irmão do Ciro, Cid é autoritário etc - vamos tirar uma lição didática e proveitosa do caso. Antes que seja tarde, é bom que se diga.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Exclusivo: Polícia Civil de Pernambuco prende maior estelionatário do Nordeste. Hacker, que estava foragido, foi preso pela Delegacia do Cordeirro. Golpes ultrapassam a casa dos R$ 100 milhões

Exclusivo: Saiba quem são todos os 41 alvos das Operações Casa de Papel e Antídoto, deflagradas hoje, pela PF, e que também teve como alvos as Prefeituras do Recife, do Cano, de Paulista e de Olinda

Advogado dos Bolsonaro, Wasef, teve pedido de prisão em inquérito que investigou seita satanista suspeita de matar crianças em rituais. Seita tinha integrantes também em Pernambuco

DRACCO faz operação contra Sebastião Figueroa, maior fornecedor de produtos gráficos para políticos e governos em Pernambuco. Veja as imagens exclusivas do Blog da Noelia Brito

Covidão: PF faz buscas nas Prefeituras do Recife, Paulista, Cabo e Olinda contra corrupção na pandemia