Obras inacabadas ameaçam professores, comunidade e funcionários da Escola Luiz Vaz de Camões (RPA 6), denuncia Simpere



Desde julho de 2019 que a comunidade escolar da Escola Integral Municipal Luiz Vaz de Camões, no Ipsep, foi informada que em 2020 passaria a funcionar no prédio da antiga escola privada Walt Disney. Em outubro, representantes da PCR, gestão escolar e professores visitaram o futuro espaço. No entanto, a mudança foi realizada às pressas apenas no último final de semana (09.02). “Encaixotamento de material escolar, documentos e arquivos da secretaria. dava a impressão de que estávamos sendo despejados”, diz um dos professores da escola, que prefere não se identificar..

Para o Sindicato dos Profissionais de Educação da Prefeitura do Recife, o Simpere, a escola se encontra, hoje, numa situação deplorável: "Entulhos, andaimes, fiação exposta, forte cheiro de tinta fresca, pouca circulação de ar, salas sem janelas e ventiladores, e ar condicionado por serem instalados, cozinha sem pia e sem estrutura. Uma constante ameaça a todos que frequentam o espaço", afirma a entidade, em nota enviada ao Blog.





"É assim que a prefeitura do Recife quer que mais de 400 estudantes fiquem confinados em uma unidade escolar de tempo integral. Ou seja, devem passar o dia numa escola que não tem sequer área para refeição e descanso, espaços adequados para higiene pessoal ou guardar materiais, nem bebedouro", afirma, ainda, a nota do Simpere.

Nesta segunda-feira (10) foi realizada reunião com a comunidade escolar e o sindicato. "Outra reunião do mesmo tipo ocorre na quarta (12), com uma pauta de reivindicações e a possibilidade de ida à PCR cobrar respeito e dignidade às autoridades que se dizem competentes", finalizam.


Com a palavra, A Secretaria de Educação do Recide.


MAIS VISITADAS DO MÊS

Exclusivo: Polícia Civil de Pernambuco prende maior estelionatário do Nordeste. Hacker, que estava foragido, foi preso pela Delegacia do Cordeirro. Golpes ultrapassam a casa dos R$ 100 milhões

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia

Exclusivo: Saiba quem são todos os 41 alvos das Operações Casa de Papel e Antídoto, deflagradas hoje, pela PF, e que também teve como alvos as Prefeituras do Recife, do Cano, de Paulista e de Olinda

Advogado dos Bolsonaro, Wasef, teve pedido de prisão em inquérito que investigou seita satanista suspeita de matar crianças em rituais. Seita tinha integrantes também em Pernambuco

DRACCO faz operação contra Sebastião Figueroa, maior fornecedor de produtos gráficos para políticos e governos em Pernambuco. Veja as imagens exclusivas do Blog da Noelia Brito