PF apreende e incinera mais de uma tonelada de maconha em Floresta (PE)


Policiais Federais, Militares (1 e 2ª CIPM) e Civis, dando continuidade à Operação Muçambé, coordenada pela Polícia Federal, conseguiram destruir, ontem, dia 13/02, por volta das 10h, 50 (cinquenta) sacos de maconha pronta para o consumo que estavam revestidas em lona plástica embaixo de um umbuzeiro.

Cada saco de maconha continha cerca de 20.5Kg, totalizando um peso bruto de 1.030Kg (uma tonelada e trinta quilos) que estavam localizados na Fazenda Pacheco da Zona Rural de Floresta-PE.


Também foi encontrado 1Kg de Haxixe-(maconha potencializada). Os levantamentos foram feitos pela Policia Federal. Toda a maconha pronta encontrada foi incinerada no local. 

De acordo com a PF, as constantes operações policiais de erradicação de maconha no sertão de Pernambuco não tem dado tempo aos traficantes daquela região de produzirem a droga em seu pleno desenvolvimento, o que tem levado a importação da droga do Paraguai. 

Isto também está demonstrado pelo aumento das apreensões feitas pela Polícia Federal de maconha vinda daquele país vizinho.

Com essas operações consecutivas da Polícia Federal tem sido observado significativo desabastecimento dos pontos de venda de droga em nosso estado como também em outros estados da região nordeste.

Há poucos dias, a Polícia Federal em Pernambuco apreendeu mais de meia tonelada de Cocaína, avaliada em cerca de dez milhões de reais e que tinha como destino a cidade do Recife. Relembre: https://www.blogdanoeliabrito.com/2020/02/pf-apreende-mais-de-meia-tonelada-de.html

Informações e imagens da Assessoria de Comunicação da PFPE.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Justiça recebe denúncia contra tenente coronel da PMPE acusado de assediar sexualmente 4 subordinadas policiais militares

À Época, Antônio Campos afirma ter denunciado, às autoridades, esquema maior do que o da Paraíba, operando em Pernambuco pelas mãos de Renata Campos e do PSB

Única nota 1000 do ENEM de Pernambuco faz homenagem a seu professor de Português

Indústria de multas de Geraldo Júlio arrecadou R$ 230 milhões em apenas 4 anos enquanto gastos com educação no trânsito não chegam a R$ 550 mil

Exclusivo: Sai João e entra Tadeu na sucessão no Recife