Prefeito de João Pessoa aparece em lista de propina paga por deputado que corruptocratas do Congresso querem fazer retornar. Revelação é da Crusoé

Durante a operação, o parlamentar tentou esconder um celular dentro de caixa de remédio no frigobar do quarto

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, do PV, aparece numa lista de políticos que teriam sido beneficiados pelo recebimento de propina supostamente paga pelo deputado federal Wilson  Santiago, do PTB, dentro do esquema que resultou no afastamento do político, do cargo eletivo, por determinação do STF. A revelação foi feita pela Revista Crusoé.

Está prevista para hoje à tarde a votação para que o político paraibano retorne às funções parlamentares.

Segundo o Relatório de Diligências da Operação Pés de Barro, foi encontrada uma "Agenda contendo anotações de pagamentos para personalidades politicamente proeminentes do Estada da Paraíba, sendo citados Deputados, prefeitos, ex-prefeitos e vereadores ligados a 62 municípios em ordem alfabética e respectivos valores, conforme, exemplificativamente, imagem abaixo, em que é citado o atual prefeito de João Pessoa/PB, Luciano Cartaxo, seguido de cifras que totalizam o montante de R$ 260.000,00 (item 17 do auto de apreensão nº 409/2019):"



A Paraíba vive dias de Rio de Janeiro, com políticos e membros dos Poderes sendo alvos de operações e mandados de prisões por corrupção generalizada.



MAIS VISITADAS DO MÊS

Justiça recebe denúncia contra tenente coronel da PMPE acusado de assediar sexualmente 4 subordinadas policiais militares

À Época, Antônio Campos afirma ter denunciado, às autoridades, esquema maior do que o da Paraíba, operando em Pernambuco pelas mãos de Renata Campos e do PSB

Única nota 1000 do ENEM de Pernambuco faz homenagem a seu professor de Português

Indústria de multas de Geraldo Júlio arrecadou R$ 230 milhões em apenas 4 anos enquanto gastos com educação no trânsito não chegam a R$ 550 mil

Exclusivo: Sai João e entra Tadeu na sucessão no Recife