Prefeito de João Pessoa aparece em lista de propina paga por deputado que corruptocratas do Congresso querem fazer retornar. Revelação é da Crusoé

Durante a operação, o parlamentar tentou esconder um celular dentro de caixa de remédio no frigobar do quarto

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, do PV, aparece numa lista de políticos que teriam sido beneficiados pelo recebimento de propina supostamente paga pelo deputado federal Wilson  Santiago, do PTB, dentro do esquema que resultou no afastamento do político, do cargo eletivo, por determinação do STF. A revelação foi feita pela Revista Crusoé.

Está prevista para hoje à tarde a votação para que o político paraibano retorne às funções parlamentares.

Segundo o Relatório de Diligências da Operação Pés de Barro, foi encontrada uma "Agenda contendo anotações de pagamentos para personalidades politicamente proeminentes do Estada da Paraíba, sendo citados Deputados, prefeitos, ex-prefeitos e vereadores ligados a 62 municípios em ordem alfabética e respectivos valores, conforme, exemplificativamente, imagem abaixo, em que é citado o atual prefeito de João Pessoa/PB, Luciano Cartaxo, seguido de cifras que totalizam o montante de R$ 260.000,00 (item 17 do auto de apreensão nº 409/2019):"



A Paraíba vive dias de Rio de Janeiro, com políticos e membros dos Poderes sendo alvos de operações e mandados de prisões por corrupção generalizada.



MAIS VISITADAS DO MÊS

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos