Prefeituráveis: João Campos votou a favor de deputado que recebeu propina desviada das obras das secas. Tulio Gadelha votou contra e Marília Arraes se ausentou.

Dos prefeituráveis do Recife, deputados federais, apenas Tulio Gadelha, do PDT, votou contra o retorno do colega deputado flagrado pela PF e gravado por delatores se beneficiando de propina desviada das obras contra as secas.

O pré-candidato do PSB, João Campos aparece na lista com voto a favor do retorno do colega corrupto, enquanto Marilia Arraes, sua prima, e pré-candidata do PT, não aparece na lista, sendo desconhecida a razão de sua ausência na votação.

Apontados como possíveis pré-candidatos, Sílvio Costa Filho, do Republicanos e Raul Henry, do MDB, também votaran a favor da volta do colega, que fora afastado por decisão do ministro Celso de Mello.

Fonte: Folha de São Paulo 
© Todos os direitos reservados - 2021