Prefeituráveis: João Campos votou a favor de deputado que recebeu propina desviada das obras das secas. Tulio Gadelha votou contra e Marília Arraes se ausentou.

Dos prefeituráveis do Recife, deputados federais, apenas Tulio Gadelha, do PDT, votou contra o retorno do colega deputado flagrado pela PF e gravado por delatores se beneficiando de propina desviada das obras contra as secas.

O pré-candidato do PSB, João Campos aparece na lista com voto a favor do retorno do colega corrupto, enquanto Marilia Arraes, sua prima, e pré-candidata do PT, não aparece na lista, sendo desconhecida a razão de sua ausência na votação.

Apontados como possíveis pré-candidatos, Sílvio Costa Filho, do Republicanos e Raul Henry, do MDB, também votaran a favor da volta do colega, que fora afastado por decisão do ministro Celso de Mello.

Fonte: Folha de São Paulo 

MAIS VISITADAS DO MÊS

Justiça recebe denúncia contra tenente coronel da PMPE acusado de assediar sexualmente 4 subordinadas policiais militares

Empresário é executado com tiro na cabeça, no Recife e Polícia mantém seu nome sob sigilo. Vítima seria irmão de autoridade do Poder Judiciário. Crimes de mando têm sido frequentes em Pernambuco

Roberto Viana e o Game of Thrones de Pernambuco

Antônio Campos cumpriu o que disse à Época e depôs hoje, no MPF, como testemunha em inquérito sigiloso envolvendo caciques do PSB. Vejam a nota

Indústria de multas de Geraldo Júlio arrecadou R$ 230 milhões em apenas 4 anos enquanto gastos com educação no trânsito não chegam a R$ 550 mil