PSB quer resolver eleição do Recife logo no primeiro turno por isso deve insistir na manutenção da aliança com o PT



Fontes do Blog nos contaram que parte do PSB chegou a cogitar que a melhor estratégia para garantir a manutenção da Prefeitura do Recife sob seu comando seria repetir a estratégia usada em 2016, quando o PT lançou a candidatura de João Paulo e este foi para o segundo turno com Geraldo Julio, que acabou tendo uma Vitória folgada contra o petista que hoje faz rasgados elogios a Geraldo e Paulo.

A estratégia fez com que os dois aliados conseguissem excluir a oposição do páreo. Todos lembram que a exemplo do que se dá hoje, pouco antes de resolver lançar candidato, o PT tinha cargos nos governos do PSB.

Apesar dessa estratégia ter sido bem sucedida naquele momento, a avaliação atual, dentro do Partido do governo, é a de que é melhor não arriscat um segundo turno contra Marília Arraes e liquidar a fatura já no primeiro turno. 

Com esse pensamento, o PSB deve, juntamente com seus aliados locais do PT, que hoje comandam tanto o diretório eatadual quanto o municipal, insistir na manutenção da aliança e para tanto já têm até a justificatica que é derrotar o obscurantismo bolsonarista abraçado pela oposição, inclusive por antigos aliados tanto do PT quanto do PSB.

Se essa estratégia será encampada por Lula que é realmente quem bate o martelo nessas questões, não se sabe, o fato é que logo após a reunião que empurrou para abril a decisão sobre o lançamento de candidatura própria no Recife, dois dedensores dessa tese, quais sejam, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann e o deputado José Guimarães reuniram-se com o presidente nacional do PSB para tratar de alianças municipais. 

O eleitor do Recife, coitado, pelo visto deve ainda continuar muito tempo tendo que escolher entre a cruz e a caldeirinha.

MAIS VISITADAS DO MÊS

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos