Voto de Ricardo Teobaldo, presidente do Podemos em PE, a favor de deputado corrupto é destacado pela Folha de São Paulo. Partido se diz representante da Lava Jato

Ricardo Teobaldo, que já apoiou o PT, agora apoia Bolsonaro, que se elegeu com discurso de combate à corrupção

O deputado federal Ricardo Teobaldo, que preside o Podemos, em Pernambuco e pertence ao grupo político de Armando Monteiro, PTB, votou a favor do retorno do colega paraibano Wilson Santiago, do PTB, ao mandato de deputado federal, contrariando o discurso do Partido por ele presidido, de combate à corrupção.

Wilson Santiago foi afastado do mandato por decisão do ministro Celso de Mello, no âmbito da Operação Pés de Barro, após ser gravado por delatores e em ação controlada da PF, negociando propina e gargalhando.

Assessores do parlamentar foram filmados recebendo sacolas e mochilas recheadas de suborno que transportavam tranquilamente para o interior da Câmara dos Deputados.

upto foi dado pelo deputado Ricardo Teobaldo no mesmo dia em que participou , ao lado do senador Álvaro Dias e da presidente nacional do Podemos, Renata Abreu,  do lançamento da candidatura da delagada Patrícia Domingos à Prefeitura do Recife.

A atitude de Ricardo Teobaldo chamou a atenção até da Folha de São Paulo, já que ele e um outro deputado do Podemos votaram a favor do colega corrupto: "O Podemos, que se autointitula o Partido da Lava Jato, teve dois votos favoráveis a Santiago —Bacelar (BA) e Ricardo Teobaldo (PE)— e cinco ausências. Isso representa 64% de sua bancada."

Durante o anúncio, Ricardo Teobaldo tentou dar a entender que a candidatura de Patrícia seria negociada com demais membros da oposição ao PSB, entretanto, sua fala caiu no vazio diante das palavras contundentes de Álvaro Dias e da presidente nacional do Podemos, Renata Abreu, que deram a candidatura como certa.

Nos bastidores, comenta-se que o chefe politico de Ricardo Teobaldo, Armando Monteiro, nutre a pretensão de concorrer à Prefeitura do Recife.


MAIS VISITADAS DO MÊS

Justiça recebe denúncia contra tenente coronel da PMPE acusado de assediar sexualmente 4 subordinadas policiais militares

Empresário é executado com tiro na cabeça, no Recife e Polícia mantém seu nome sob sigilo. Vítima seria irmão de autoridade do Poder Judiciário. Crimes de mando têm sido frequentes em Pernambuco

Roberto Viana e o Game of Thrones de Pernambuco

Antônio Campos cumpriu o que disse à Época e depôs hoje, no MPF, como testemunha em inquérito sigiloso envolvendo caciques do PSB. Vejam a nota

Indústria de multas de Geraldo Júlio arrecadou R$ 230 milhões em apenas 4 anos enquanto gastos com educação no trânsito não chegam a R$ 550 mil