Atestado de óbito no Recife é usado em fake news propagada por robôs bolsonaristas



Matéria publicada no Diário de Pernambuco revela que nas redes sociais circula a informação de que um borracheiro, primo de um porteiro, morreu em um acidente de trabalho e seu atestado de óbito tinha como causa o novo coronavírus (Covid-19). A informação, que é falsa, destaca o Diário, está sendo replicada em larga escala pelos usuários brasileiros e relacionada a um morador de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, que faleceu no dia 23 de março, que segundo a SES, foi vítima de pnemoni, causada pelo vírus da Influenza. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde e com o Hospital Maria Lucinda, em Parnamirim, Zona Norte do Recife, onde o homem estava internado, o resultado deu negativo para Covid-19. 

Em posts no Twitter, muitos "robôs" replicam a mesma postagem em que se declaram ser próximas ao homem que faleceu, e narram o caso com a seguinte frase: "Gente! O primo do porteiro aqui do prédio morreu porque foi trocar o pneu do caminhão e o pneu estourou no rosto dele. Receberam o atestado de óbito como se fosse o covid-19. Eles estão indignados".  

O caso também é comentado em áudio de uma pessoa não identificada e que circula no WhatsApp: "Esse amigo meu faleceu segunda-feira, ele era borracheiro. E o pneu de caminhão estourou, com ele fazendo o serviço. E ele foi socorrido para o hospital. Agora o que nos intriga, veja aí o atestado de óbito, a conspiração triste para derrubar o governo Bolsonaro, ou seja, a maioria das pessoas que estão morrendo no estado estão colocando no laudo que é coronavírus. E eu tava lá, eu vi, o acidente foi um pneu que estourou no cara".

Imagens diferentes da Certidão de óbito também circularam nas redes sociais, uma delas é a certidão de óbito do homem de 57 anos e morador de Jaboatão dos Guararapes que faleceu no dia 23 de março após apresentar um quadro de pneumonia. A síndrome respiratória aguda pode ser provocados por diversos vírus como as influenzas A H1N1, A H3N2 ou B, Covid-19, entre outras. 

O coronavírus era uma das possíveis causas da morte que somente foi descartada após o exame laboratorial. Em comunicado divulgado no dia 25 de março, o Hospital Maria Lucinda, no bairro do Parnamirim, na Zona Oeste do Recife, informou que o homem deu entrada no hospital no dia 21 deste mês, e o resultado do exame coletado na instituição deu positivo para Influenza A, ressalta o Diário.

A notificação também foi descartada pela Secretaria Estadual de Saúde, que até o momento confirmou 5 mortes pela Covid-19 no estado, sendo 4 homens e uma mulher, entre eles um é estrangeiro e 4 são residentes do município de Recife, portanto nenhum óbito de morador de Jaboatão dos Guararapes foi registrado. 

A SES-PE divulgou, ainda, uma nota reforçando o compromisso com a população nesses tempos de crise na saúde mundial. "Neste momento é importante também o combate às fake news relativas ao monitoramento de casos da Covid-19", pede o comunicado. 

Vejam as postagens dos robôs bolsonaristas:

 (Foto: Reprodução/Twitter)
Foto: Reprodução/Twitter

 (Foto: Reprodução/Twitter)
Foto: Reprodução/Twitter
 (Foto: Reprodução/Twitter)
Foto: Reprodução/Twitter
 

MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos