Bolsonaro esconde resultado de exames até dos próprios ministros. Já passam de 23 os assessores do presidente contaminados pelo coronavírus


Do Radar da Veja

O governo do Distrito Federal divulgou ontem que o Hospital das Forças Armadas em Brasília, que realizou testes de coronavírus nos integrantes da comitiva de Jair Bolsonaro que foi aos Estados Unidos, omitiu dois nomes na lista de infectados apresentada à Secretaria de Saúde do governo.

Nos últimos dias, o presidente passou a ser cobrado publicamente para que mostrasse seu exame, uma vez que diferentes auxiliares e aliados que estiveram com ele testaram positivo para a doença. O mistério segue. Nem mesmo ministros próximos ao presidente, no Planalto, viram o papel com o resultado negativo.

É um segredo guardado por Bolsonaro. A situação piorou nesta terça, depois que João Doria testou para o coronavírus e exibiu nas redes sociais o resultado do exame que deu negativo.

A amigos, o presidente trata o assunto com brincadeira. A um de seus ministros, que perguntou se ele se sentia bem, respondeu:

“Aqui é um cavalão puro sangue”.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Certidão de Óbito autenticada pelo TJPE atesta morte de morador de Prazeres, em Jaboatão, Pernambuco, por coronavírus, mas SES não o inclui nas estatísticas. Secretaria silencia sobre o caso

URGENTE! Governo de Pernambuco estaria escondendo duas mortes por coronavírus. Denúncia é de policiais civis que trabalham no IML que não teriam equipamentos adequados para autópsia

Pacto Pela Morte: Delegados denunciam ordem do Governo Paulo Câmara que facilita prescrição de crimes, principalmente de homicídios, inclusive com ameaças de perseguições contra quem não aceitar prevaricar

Alunos de escola tradicional do Recife fazem apologia ao Nazismo e instituição solta nota de repúdio

Empresário que escapou de quarentena e levou covid-19 para sul da BA é filho de uma desembargadora do TJ/CE, ex-conselheira do CNJ