Covarde e machista, Bolsonaro só ataca jornalistas mulheres



A covardia de Jair Bolsonaro não é novidade para ninguém. Consta até que durante um assalto no Rio de Janeiro, o então deputado teria se urinado de medo chegando a entregar a pistola que carregava com ele aos assaltantes. O fato foi relembrado em entrevista ao Roda Viva, quando Bolsonaro revelou todo faceiro que logo depois o assaltante apareceu morto enforcado com a própria camisa numa cela.

Mas chama atenção o fato de que seus ataques raivosos só são direcionados contra jornalistas mulheres, contra as quais o presidente não poupa infâmias e impropérios, instigando seu exército de celerados contra as profissionais da imprensa, inclusive com a sexualização dos ataques, quando afirmou que a jornalista Patricia Campos Mello teria dado "o furo" para obter informações de uma fonte.

Quem acompanhesse apenas as declarações odientas de Boldonaro poderia até pensar que só as mulheres fazem matérias críticas contra Bolsonaro, mas não é o caso, a situação é de machismo e ódio mesmo às mulheres.

Durante a coletiva dada agora a tarde ao lado de seus ministros, Bolsonaro não perdeu a oportunidade de ofender Vera Magalhães, a mais nova vítima da personalidade sociopata do ainda presidente do Brasil.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos