Geraldo não paga o piso e professores da rede municipal do Recife entram em greve


A categoria decidiu deflagrar a greve na tarde desta terça-feira (10), por meio de votação em assembleia. A greve é uma resposta à negativa da Prefeitura da Cidade do Recife ao cumprimento da lei federal 11.738/2008, a Lei do Piso Salarial do Magistério Público da Educação Básica e em defesa da escola de qualidade para a população mais empobrecida.

As professoras e professores saíram do Teatro Boa Vista às 16h em passeata em direção à Praça do Derby, fechando a rua Dom Bosco e o sentido subúrbio da Av. Cde. da Boa Vista.

O MEC anunciou o reajuste do salário dos professores da rede pública para 2020 em 12,84%, a partir de janeiro. Desde o final de fevereiro o Simpere tem participado das mesas de negociações, e a PCR insiste em rebaixar o pagamento do reajuste, contrariando a lei.

Além da reivindicação do piso salarial já, para toda a tabela de profissionais, na data-base de janeiro, a categoria tem outras demandas: realização de concurso público para suprir o déficit de aproximadamente mil profissionais na rede municipal, eleições diretas para gestores de escolas, autonomia no uso da carga horária voltada para planejamento de aulas e provas (Aula Atividade), abertura de nova lista para acréscimo de carga horária e ampliação e melhoria do plano de saúde do servidor municipal (Saúde Recife).

A proposta mais recente da Prefeitura é de realizar o reajuste parcelado em três percentuais, que gerariam um aumento gradual, apenas a partir de outubro, até que se chegasse ao índice do piso em dezembro. Em outubro, os professores receberiam 4,5% de aumento, em novembro esse valor seria reajustado em 4%, e em dezembro o somatório dos aumentos seria reajustado em mais 3,83%, chegando assim aos 12,84% sem o retroativo a janeiro.

"O Simpere é contra a proposta de reajuste da Prefeitura, visto que a receita corrente líquida de Prefeitura cresceu 7,5% em 2019, e para que a lei seja respeitada, basta ter vontade política para refazer as contas e valorizar o profissional da educação", explica Claudia Ribeiro, Coordenadora Geral do Sindicato Municipal dos Profissionais de Ensino da Rede Oficial do Recife (SIMPERE). 

Nesta quarta-feira (11), o SIMPERE estará com a categoria nas escolas realizando piquetes e conversando com a comunidade escolar. 

MAIS VISITADAS DO MÊS

Certidão de Óbito autenticada pelo TJPE atesta morte de morador de Prazeres, em Jaboatão, Pernambuco, por coronavírus, mas SES não o inclui nas estatísticas. Secretaria silencia sobre o caso

URGENTE! Governo de Pernambuco estaria escondendo duas mortes por coronavírus. Denúncia é de policiais civis que trabalham no IML que não teriam equipamentos adequados para autópsia

Pacto Pela Morte: Delegados denunciam ordem do Governo Paulo Câmara que facilita prescrição de crimes, principalmente de homicídios, inclusive com ameaças de perseguições contra quem não aceitar prevaricar

Empresário que escapou de quarentena e levou covid-19 para sul da BA é filho de uma desembargadora do TJ/CE, ex-conselheira do CNJ

Direita já se organiza para derrubar Bolsonaro, o louco. Frota protocola impeachment e Janaina decreta: "esse senhor tem que sair"