Governo do Ceará amplia gratificações para profissionais da saúde e manda pagar ascensão funcional retroativa a 2011. Medidas contra a pandemia de coronavírus são aprovadas por 90% dos cearenses, aponta pesquisa do SVM



O governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou há pouco, por intermédio das redes sociais do Governo do Ceará que ampliou a Gratificação de Desempenho Institucional (GDI) e criou a Gratificação de Incentivo às Atividades Especiais (Giate) para os profissionais da saúde. Além disso, foi anunciada a instituição do pagamento da Ascensão Funcional dos Servidores da Saúde do Ceará desde 2011 a 2018. Todas as medidas já foram sancionadas pelo governador e estão em vigor, informou o governo.

Além disso, o Governo do Ceará tem investido R$ 245 milhões para reestruturação do sistema de saúde, aquisição de equipamentos e insumos para enfrentamento ao coronavírus no estado. Até o momento, 574 leitos extras foram autorizados pelo governador Camilo Santana para atender pacientes em Fortaleza e no interior. Entre as medidas sociais para beneficiar os cearenses mais vulneráveis, destaca-se ainda a isenção da conta de água para 338 mil famílias que se encontram no padrão básico da tarifa social. P Ceará ja realizou quase 5 mil testes para coronavírus e o governo adquiriu 350 mil kits de testes para testagem em massa, seguindo as recomendações da Organização Mundial de Saúde.

De acordo com pesquisa feita pelo Instituto Opnus, as medidas adotadas pelo governador Camilo Santana em relação ao enfrentamento da Covid-19 agradam a 90% dos cearenses entrevistados. Entre os 10% restantes, 5% desaprovam as decisões e outros 5% não sabem ou não responderam a pesquisa.

Segundo a pesquisa, o maior índice de aprovação do petista está entre as pessoas de 25 a 34 anos e de 45 a 59 anos, que resultam 92%. Para os entrevistados com ensino superior, a condução de Camilo em meio à pandemia resulta em 98% de aprovação.

A pesquisa encomendada pelo Sistema Verdes Mares mostrou também como a população tem recebido as medidas tomadas pelo governo federal. Apenas 27% dos entrevistados deram aval positivo, enquanto 59% desaprovaram as decisões. Os que não souberam ou não quiseram responder correspondem a 14%.

Foram entrevistadas 800 pessoas, de todas as regiões do Estado, com mais de 18 anos. A pesquisa possui intervalo de confiança de 95% e margem de erro é de 3,5%. Os dados foram obtidos entre os dias 24 e 26 de março, uma semana após a implementação das medidas de isolamento social como forma de diminuir a propagação do vírus, estipuladas no decreto estadual do último dia 19 de março.

MAIS VISITADAS DO MÊS

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos