Gustavo Bebiano, ex-ministro de Bolsonaro, morre de infarto fulminante no Rio de Janeiro



O ex-ministro e advogado de Bolsonaro, Gustabo Bebiano, morreu de infarto, aos 56 anos de idade, na madrugada de hoje, 14, em seu sítio, em Teresópolis, no Estado do Rio de Janeiro.

Bebiano, que era candidato a prefeito do Rio de Janeiro, pelo PSDB, partido que o abrigou após sair do PSL, vítima dos costumeiros ataques dos filhos do ex-amigo, Bolsonaro, ainda foi socorrido e levado por seu filho a uma unidade de saúde, mas não resistiu.

Um dos principais responsáveis pela vitória de Bolsonaro, tendo sido responsável por sua defesa e por sua ida para o PSL, Partido pelo qual Bolsonaro foi eleito e com o qual também rompeu, Bebiano era considerado uma espécie de arquivo vivo dos badtidores da vitoria do ex-aliado e levou para o túmulo os segredos que afirmava guardar, mas que temia revelar.


MAIS VISITADAS DO MÊS

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos