Notícia sobre assaltos praticados por bandidos disfarçados de agentes de combate ao coronavírus no Recife é fake. Policia Civil de Pernambuco não tem registro de nenhum caso.



O perfil "naofoinorecife", que no Instagram se dedica a combater fakenews sobre supostas ocorrências na Capital pernambucana alerta que "Não tem bandidos se passando por enfermeiros de teste do corona vírus pra roubar condomínios no Recife!! Esse foi um caso no qual a notícia foi importada e transformada em fato local, causando mais medo que prevenção. Na Espanha ocorreram casos, e foi insinuação a possibilidade de ocorrer em alguns locais de Portugal (vide notícia abaixo), e pelo whatsapp foram requentando a história até aparecer por aqui. Administradoras de Condomínios, na tentativa de evitar situações, soltaram notas preventivas que mais serviram pra assustar e confirmar o que não aconteceu, e outras pessoas utilizaram nomes de administradoras para confirmar fatos não ocorridos. Então é o seguinte: a) não aconteceu nada desse tipo por aqui; b) os hospitais não adotam procedimento de exame em residência; c) em vez de assustar todo mundo, os condomínios tem que adotar procedimentos de identificação pra todos os dias e todos os tipos de visita. Esse é o link da notícia real: 


O Blog da Noelia Brito entrou em contato com a assessoria de imprensa da Polícia Civil de Pernambuco que também confirmou tratar-se de uma fakenews: "A Polícia Civil de Pernambuco informa que não há nenhum caso com as características informadas."

MAIS VISITADAS DO MÊS

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos