Prefeitura do Recife não estaria fornecendo EPIs para agentes de combate a endemias



Fundamentais para o combate a endemias, os agentes de combate a endemias e os agentes de saúde denunciaram ao Blog que estariam sendo obrigados a trabalhar sem qualquer segurança e proteção.

Dois desses profissionais, ouvidos pelo Blog reportam que estão sujeitos à contaminação e transmissão do coronavírus por estatem trabalhando sem máscaras, sem luvas e sem álcool gel.

"Até o protetor solar que recebemos é um tubo para dois, sendo que já houve caso de recebermos o produto faltando apenas um mês para passar o prazo de validade. Estamos trabalhando sem nenhuma segurança, sem álcool, sem luvas e sem máscaras exposto não apenas a pegar o coronavírus, mas também expondo a população", contou ao Blog um dos profissionais ouvidos pelo Blog sob a condição de anonimato.

Para dois dias de trabalho a PCR está fornecendo apenas duas máscaras e dois capotes. Nenhuma luva e nem álcool gel. É sabido que para que tenha alguma eficácia, as máscaras devem ser descartadas sempre que ficarem úmidas

A Prefeitura do Recife tem alardeado que está se preparando para combater a pandemia desde janeiro deste ano tendo implementado mais de 100 medidas para contenção da Covid - 19, inexplicável que algo fundamental como luvas, máscaras e álcool gel não tenha sido adquirido para proteção, pelo menos, dos profissionais que lidam com a saúde pública.

Desde ontem tentamos ouvir a Prefeitura do Recife, mas até o momento não obtivemos qualquer resposta.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos