Assessoria de Moro diz que "não confirma" demissão, mas ele pediu e Bolsonaro não aceitou. Bolsonaristas reclamam de lentidão da PF em investigar adversários do presidente


Apesar da nota da assessoria de Sergio Moro dizendo não confirmar a demissão do ministro Sergio Moro, mas o ministro pediu, sim, demissão durante reunião em que foi comunicado por Bolsonaro que tiraria o diretor geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo.

A confirmação do pedido de demissão foi revelada por Daniel Adjunto, na CNN.

Ainda na CNN, a informação de que Valeixo já teria informado a subordinados que está de saída.

Bolsonaristas reclamam que a Polícia Federal, sob Moro, estaria muito lenta e citam como exemplo os inquéritos contra o mais recente desafeto de Bolsonaro, Rodrigo Maia.

MAIS VISITADAS DO MÊS

São dois, os Secretários de Geraldo Julio, presos pela Polícia Federal, ontem, por desvios em obra da BR 101, ambos indicados por Sebastião Oliveira

Mãe "rica" da "Beira Mar" reclama de escola cearense que coloca seus filhos em aulas on line com crianças de "outro nível". Escola emite nota lamentando discriminação

Com Covid19, Sikêra Jr. chora ao vivo e alerta: "não façam como eu fiz. Não subestimem a doença"

Exclusivo: Deputado Sebastião Oliveira, de Pernambuco foi alvo de buscas e apreensões da PF na Operação Outline. Dois ex-servidores do DER foram presos na manhã de hoje

Com salário líquido de R$ 7,9 mil, Secretário de Geraldo Júlio, preso pela PF por desvios no DER, confessa prática de agiotagem e posse de R$ 1,4 milhão em dinheiro. Prefeitura silencia