Assessoria de Moro diz que "não confirma" demissão, mas ele pediu e Bolsonaro não aceitou. Bolsonaristas reclamam de lentidão da PF em investigar adversários do presidente


Apesar da nota da assessoria de Sergio Moro dizendo não confirmar a demissão do ministro Sergio Moro, mas o ministro pediu, sim, demissão durante reunião em que foi comunicado por Bolsonaro que tiraria o diretor geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo.

A confirmação do pedido de demissão foi revelada por Daniel Adjunto, na CNN.

Ainda na CNN, a informação de que Valeixo já teria informado a subordinados que está de saída.

Bolsonaristas reclamam que a Polícia Federal, sob Moro, estaria muito lenta e citam como exemplo os inquéritos contra o mais recente desafeto de Bolsonaro, Rodrigo Maia.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos