Bolsonaro exonera Valeixo à revelia de Moro. Aliados veem ação desesperada. Tendência é de saída de Moro do governo

24 de abr. de 2020

/ by Blog da Noelia Brito


O aviso dado, ontem, a Sergio Moro, de que exoneraria o braço direito do ministro da Justiça, dado por Jair Bolsonaro se concretizou na manhã de hoje com a publicação da exoneração de Maurício Valeixo no Diário oficial da União.



Após ser informado da decisão do presidente, Sergio Moro disse que se concretizada, o próprio Moro não contonuaria no cargo.

A exoneração, à revelia de Sergio Moro, a quem o entorno de Bolsonaro tentava convencer a permanecer no cargo, foi recebida com surpresa no Ministério da Justiça. A informação foi dada por assessores de Sergio Moro, há pouco, ao jornalista Valdo Cruslz, da Globonews. Moro esperava, segundo seus assessores, que a exoneração só saísse após a escolha do substituto. Os mesmos assessores revelaram a Valdo Cruz que a tendência é realmente a saída de Moro do Ministério.

Aliados ouvidos pela Globonews viram ato desesperado de Bolsonaro após o STF instaurar inquérito para apurar os atos de ataque às instituições que contaram com a presença do presidente e pelo avanço das investigações sobre a origem e o financiamento das chamadas milícias virtuais bolsonaristas, pois os dois inquéritos apontam para um dos filhos de Bolsonaro, o vereador Carlos Bolsonaro.

Na impensa, comentaristas veem intenção de aparelhamento da Polícia Federal, com a pretensão de Bolsonaro usar a instituição para proteger aliados e perseguir desafetos.

Associações de Policiais Federais veem com preocupação as movimentações de Bolsonaro para polarizar as ações da Polícia Federal, que teve independência para agir nos últimos governos.


© Todos os direitos reservados - 2021