Coren-PE levanta falhas nas ações de combate da Covid-19 do Hospital Otávio de Freitas


O Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco (Coren-PE), dando continuidade as inspeções para avaliar as condições em que os profissionais de enfermagem tem atuado no enfrentamento da COVID-10, realizou fiscalização, ontem (06), no Hospital Otávio de Freitas, no Recife.

A equipe do Coren-PE, formada pelos conselheiros Neide Silvério e Iraquitan Vereda e pela enfermeira fiscal Kátia Sales, identificou diversos problemas na unidade de saúde como o déficit de profissionais e a não conclusão da capacitação dos profissionais de Enfermagem da instituição para o atendimento de casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus e para a utilização e descarte adequado dos equipamentos de proteção está em andamento. Outra falha vista foi em relação a falta de uma política para o monitoramento e gerenciamento de funcionários com suspeita ou confirmação de infecção por Covid-19.

Apesar da instituição dispor de lavatórios e de álcool em gel 70% em todos setores, foi verificado durante a inspeção que aventais impermeáveis estão restritos para profissionais que forem realizar procedimentos geradores de aerossóis e que os óculos de proteção estão sendo compartilhados entre os profissionais. Segundo a coordenação de Enfermagem do hospital, os óculos são lavados e desinfectados antes de serem utilizados por outro profissional.

Durante a inspeção, também não foi identificado a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) como máscaras cirúrgicas, luvas, máscaras PFF2, toucas e avental permeável, e, segundo relatos dos profissionais, a distribuição desses EPIs é suficiente por plantão.

Segundo a enfermeira fiscal Kátia Sales, a sala amarela do hospital, com disponibilidade de 10 leitos equipados com ventiladores mecânicos, está sendo organizada para o atendimento exclusivo de pacientes com suspeita de infecção por Covid. “Aproveitamos a visita para dar orientações em relação ao fluxograma dos pacientes e profissionais de Enfermagem que ficarão locados na área amarela”, explica Kátia. A equipe do Coren-PE ainda realizou instruções sobre o uso e o descarte dos EPIs como também da própria assistência da Enfermagem no manejo e no controle da infecção Covid-19.

“Todos os nossos esforços enquanto órgão fiscalizador será fazer com que as unidades de saúde estejam adotadas de EPIs e, assim, garantam um atendimento seguro e de qualidade para profissional e paciente”, destaca a presidente do Coren-PE, Marcleide Cavalcanti. Segundo ela, o Conselho tem cobrado incisivamente soluções para o desabastecimento de EPIs junto ao Governo do Estado e ao Ministério Público de Pernambuco.

Fonte: Ascom | Coren-PE

MAIS VISITADAS DO MÊS

São dois, os Secretários de Geraldo Julio, presos pela Polícia Federal, ontem, por desvios em obra da BR 101, ambos indicados por Sebastião Oliveira

Mãe "rica" da "Beira Mar" reclama de escola cearense que coloca seus filhos em aulas on line com crianças de "outro nível". Escola emite nota lamentando discriminação

Com Covid19, Sikêra Jr. chora ao vivo e alerta: "não façam como eu fiz. Não subestimem a doença"

Exclusivo: Deputado Sebastião Oliveira, de Pernambuco foi alvo de buscas e apreensões da PF na Operação Outline. Dois ex-servidores do DER foram presos na manhã de hoje

Com salário líquido de R$ 7,9 mil, Secretário de Geraldo Júlio, preso pela PF por desvios no DER, confessa prática de agiotagem e posse de R$ 1,4 milhão em dinheiro. Prefeitura silencia