Diretor de Jornalismo da Câmara de Olinda é demitido por se recusar a virar cabo eleitoral da esposa do presidente. Caso será levado ao MPPE por indício de improbidade e de abuso de poder político



O jornalista Ivan Maurício, que até ontem exercia o cargo de Direitor de Jornalismo da Câmara Municipal de Olinda, divulgou carta aos jornalistad de Pernambuco onde denuncia que sua demissão do cargo teria sido ocasionada por se recusar a votar e a fazer campanha para a esposa do presidente da Casa, Jorge Federal, que é pré-candidata a vereadora nas próximas eleições.

Apesar de não ser incomum, a prática do presidente da Câmara de Olinda de obrigar servidoresz ainda que comissionados a votarem ou fazerem campanha para si ou para seus candidatos é considerada ilícita e abuso do político e até mesmo improbidade.

O Blog apurou que o ex-assessor da Câmara de Olinda já constituiu o advogado Paulo Sales para representar ao Ministério Público de Pernambuco noticiando os fatos e ao líder da oposição, para que seja aberto processo por quebra de decoro por parte de Jorge Federal com a possibilidade de que seja votado seu afastamento do cargo.

Com a palavra, a Câmara dos Vereadores de Olinda e seu presidente.

Leiam a nota na íntegras.

AOS JORNALISTAS DE PERNAMBUCO

Em pleno pico da pandemia do coronavírus e em meio a isolamento social, recebi, no dia 31/3 passado, telefonema do vereador Jorge Federal, presidente da Câmara Municipal de Olinda, condicionando minha permanência no cargo de Diretor de Comunicação do Poder Legislativo municipal a ter que votar e fazer campanha eleitoral para sua esposa, Janaína Federal, pré-candidata a vereadora na cidade. Não aceitei a imposição por considerar um desrespeito e descumprimento ao princípio constitucional que diz ser “inviolável a liberdade de consciência e de crença”. No dia 1/4, fui surpreendido com novo telefonema do vereador Jorge Federal me comunicado que estava exonerado do cargo. Hoje (2/4), recebi, em minha residência, a portaria formalizando a exoneração. Aproveito a oportunidade para agradecer o carinho e a acolhida que sempre tive por parte de todos os companheiros que fazem a imprensa de Pernambuco durante este período em que exerci a Diretoria de Comunicação da Câmara de Olinda. Tenho 52 anos de exercício da profissão de jornalista, boa parte deles – quase duas décadas - trabalhando sob a censura prévia durante a ditadura militar, na resistência da chamada imprensa alternativa, em jornais como “Opinião”, “Movimento”, “O Pasquim” e “Versus”. O tempo ensinou a não me calar. 

Olinda, 2 de abril de 2010. 
Ivan Maurício 
Jornalista profissional desde os 17 anos



A Associação da Imprensa de Pernambuco emitiu nota de solidariedade ao jornalista.



MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos