Farra dos celulares na pandemia, inclui outra dispensa de R$ 188 mil para internet. Confiram


A verdadeira farra com o dinheiro público, usando a tragédia da pandemia como desculpa, que a gestão Geraldo Julio está promovendo, não se limita à contratação de uma locadora de veículos para fornecer os aparelhos, com dispensa de licitação, ao custo de R$ 1,6 mílhao.

A secrestaria de Educação está torrando mais R$ 188,2 mil com a contratação, também sem solicitação, da Claro, para fornecer internet 4G  para os aparelhos.

O MPCO já pediu a suspensão do contrato milionário que foi firmado com um empresa que sequer é do ramo e cujos sócios já têm duas condenações por sonegação fiscal.

Fontes do Blog ainda alertaram, ontem, para o fato de que  a operadora de telefonia que foi a (vencedora) estaria vendendo uma plataforma (MDM) que não foi homologada através da Emprel e que essa operadoraz no caso, a Claro, sequer fez a prova de conceito (POC), conforme previsto para o dia 20/4 e já foi publicado do DO da PCR como vencedora no último sábado. "Como pode ter vencido se não foi aprovado o serviço?", questiona nossa fonte.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos