Gripezinha: Exército faz levantamento da capacidade diária de sepultamentos em cemitérios brasileiros por causa da pandemia

Caminhões do Exército têm sido utilizados para o transporte dos corpos das milhares de vítimas da pandemia na Itália

A Informação foi divulgada em video postando pelo prefeito da cidade de Três Rios, no Rio de Janeiro

Enquanto Bolsonaro e membros da sua equipe fazem pouco caso da pandemia, chamando-a de "gripezinha", o Exército Brasileiro já se ocupa em levantar o número de sepulturas disponíveis e a capacidade de sepultamentos nos cemitérios brasileiros.

A Informação foi divulgada pelo Prefeito de Três Rios, Josimar Salles (PDT), no Estado do Rio de Janeiro, nesta quinta-feira, 16. O prefeito fluminense divulgou um vídeo, que circula nas Redes Sociais, onde exibe a cópia do ofício circular DIEx nº 185-SubSeçCons/SeçSvMil/Cmdo 1ª RM, assinado pelo coronel Luís Mauro Rodrigues Moura, chefe da Seção de Serviço Militar, datado do dia 09 de abril de 2020, solicirando, em caráter URGENTISSIMO, aos chefes dos Postos de Recrutamento e Mobilização das conhecidas Juntas de Serviço Militar (JSM) que busquem informações junto às prefeituras, sobre a quantidade de cemitérios, disponibilidade de sepulturas e capacidade de supultamentos diários nas áreas de suas responsabilidade.

Veja o vídeo 

O coronel alega que o levantamento é destinado à consolidação e resposta ao Departamento-Geral do Pessoal, referente à pandemia Covid-19.



Em vários países tem sido observada a incapacidade de absorver a quantidade diária de óbitos pelos serviços funerários durante a pandemia.

Do Equador, por exemplo, chegam imagens esclarecedoras de corpos de vítimas do novo coronavírus apodrecendo mas residências e nas vias públicas, face ao esgotamento dos serviços funerários naquele País. Confira em Corpos de vítimas de Covid-19 tomam conta das ruas do Equador; assista

Nos Estados Unidos, o número exorbitante de mortes diárias pela doença, que já ultrapassam os 2.700 óbitos, por dia, tem obrigado as autorizadas sanitárias a realizarem a cremação dos corpos. Confira em Coronavírus: empilhadeira retira corpos em hospital de NY

Na Itália, imagens de caminhões do Exército, enfileirados, transportando os corpos das vítimas da Covid-19, não são incomuns. Confira em Veículos militares voltam a Bergamo para remover corpos

No Brasil já se sabe que Estados como o Ceará já colapsaram seu sistema de saúde, com a confirmação de que pelo menos 48 pessoas já aguardam vagas em UTI para Covid. Confira em Ceará ocupa 100% dos leitos públicos de UTI para coronavírus e fila de espera já chega a 48 pacientes

No Amazonas, imagens de corpos ensacados ocupando as mesmas salas em hospitais que pacientes com Covid foram registrados em vídeo divulgado pela Folha de São Paulo. Confira em Vídeo de hospital do AM mostra ala cheia de corpos ao lado de pacientes. Confira em Vídeo de hospital do AM mostra ala cheia de corpos ao lado de pacientes

A preocupação do Exército não é à toa e demonstra que, diferentemente de Bolsonaro, as Forças Armadas têm plena consciência da gravidade da situação e de que o pior ainda está por vir.

Em nota, o Comando Militar do Leste confirmou a autenticidade do documento:

"O Comando Conjunto Leste, ativado pelo Ministério da Defesa no contexto do emprego das Forças Armadas contra a Covid-19, planeja sua atuação com base no levantamento de cenários hipotéticos, visando mitigar os efeitos nocivos da pandemia junto à sociedade.
O documento em pauta tem como objetivo tão somente coletar dados para um dos cenários levantados.
O Comando Conjunto Leste reitera seu empenho no combate à pandemia, em colaboração com outras agências, e possui órgãos de coordenação onde eventuais dúvidas podem ser sanadas, evitando-se levar informações distorcidas à população.
Por fim, o Comando Conjunto Leste está atento à evolução da pandemia do Coronavírus (Covid-19), sob a ótica da missão constitucional do Exército Brasileiro e da proteção da Família Militar, apoiando o esforço nacional de combate à pandemia."

MAIS VISITADAS DO MÊS

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos