Justiça dá 72 horas para prefeitura de São Lourenço da Mata se manifestar sobre pedido de liminar contra cortes de salários de professores

9 de abr. de 2020

/ by Blog da Noelia Brito


Ministério da Saúde destinou hoje R$ 802 mil estras para São Lourenço da Mata 

Após a repercussão negativa da medida tomada pelo prefeito de São Lourenço da Mata,  Bruno Pereira, de cortar mais de 50% dos vencimentos dos servidores, em especial da Educação, cuja verba oriunda do FUNDEB é carimbada, devendo 60% desses recursos ser investido em salários de professores, a Juiza Marinês Marques Viana, da 1. Vara Cível daquele Município, deu um prazo de 72 horaspara que a Prefeitura dê explicações sobre a medida, em Mandado de segurança coletivo impetrado pelo Sindicato dos Professores de São Lourenço da Mata.


Ao ser questionada pelo Blog da Noelia Brito sobre o montante que estaria sendo economizando e com o que seriam gastos os recursos confiscados dos servidores, a Prefeitura se limitou a afirmar que economizaria 300 mil reais com a suspensão de vários contratos, inclusive de locação de veículos e que destinaria ao combate à pandemia, sem, entretanto, informar quando está apropriando dos salários dos servidores nem com o que especificamente esssa recursos serão gastos.

Servidores passaram o dia de ontem compartilhando informações sobre milhões em recursos federais que teriam sido repassasos à Prefeitura, pelo governo federal. Uma enxurrada de denúncias contra as medidas da Prefeitura foi protocolada, ontem, na Ouvidoria do Ministério Público de Pernambuco.

Há pouco, em edição extra, o Diário Oficial da União publicou Portaria do Ministério da saúde destinando recursos para o combate ao coronavírus para Estados e Municípios. Para São Lourenço da Mata foi destinado, apenas para reforço à assistência básica no combate ao Covid19, R$ 802 mil.




© Todos os direitos reservados - 2021