PGR pede inquérito para investigar Bolsonaro e Moro


Diante das denúncias de Sergio Moro de que Bolsonaro teria forçado sua saída do cargo de ministro da Justiça, ao pretender interferir em investigações contra seus filhos, em tramitação no Supremo e ter acesso a relatórios de inteligência da Polícia Federal, o procurador Geral da República, Augusto Aras,  solicitou, ao STF, a instauração de inquérito para apurar de Jair Bolsonaro cometeu os crimes de falsidade ideológica; coação no curso do processo – uso de violência ou ameaça contra uma pessoa em processo judicial ou administrativo, por interesse próprio; advocacia administrativa – promoção de interesse privado na administração pública;prevaricação – quando o agente público retarda ou não pratica ato previsto em lei para satisfazer interesse pessoal; obstrução de justiça; corrupção passiva privilegiada.

Por sua vez, Sergio Moro será investigado pela prática de denunciação caluniosa e crimes contra a honra – calúnia, injúria e difamação.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos