PGR pede inquérito para investigar Bolsonaro e Moro


Diante das denúncias de Sergio Moro de que Bolsonaro teria forçado sua saída do cargo de ministro da Justiça, ao pretender interferir em investigações contra seus filhos, em tramitação no Supremo e ter acesso a relatórios de inteligência da Polícia Federal, o procurador Geral da República, Augusto Aras,  solicitou, ao STF, a instauração de inquérito para apurar de Jair Bolsonaro cometeu os crimes de falsidade ideológica; coação no curso do processo – uso de violência ou ameaça contra uma pessoa em processo judicial ou administrativo, por interesse próprio; advocacia administrativa – promoção de interesse privado na administração pública;prevaricação – quando o agente público retarda ou não pratica ato previsto em lei para satisfazer interesse pessoal; obstrução de justiça; corrupção passiva privilegiada.

Por sua vez, Sergio Moro será investigado pela prática de denunciação caluniosa e crimes contra a honra – calúnia, injúria e difamação.

MAIS VISITADAS DO MÊS

São dois, os Secretários de Geraldo Julio, presos pela Polícia Federal, ontem, por desvios em obra da BR 101, ambos indicados por Sebastião Oliveira

Mãe "rica" da "Beira Mar" reclama de escola cearense que coloca seus filhos em aulas on line com crianças de "outro nível". Escola emite nota lamentando discriminação

Com Covid19, Sikêra Jr. chora ao vivo e alerta: "não façam como eu fiz. Não subestimem a doença"

Exclusivo: Deputado Sebastião Oliveira, de Pernambuco foi alvo de buscas e apreensões da PF na Operação Outline. Dois ex-servidores do DER foram presos na manhã de hoje

Com salário líquido de R$ 7,9 mil, Secretário de Geraldo Júlio, preso pela PF por desvios no DER, confessa prática de agiotagem e posse de R$ 1,4 milhão em dinheiro. Prefeitura silencia