Líder do Centrão dá chilique e sai de grupo do Whatsapp após retirada de pauta da MP da Grilagem, defendida por Bolsonaro


Bolsonaro com o líder do PP na Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL): o parlamentar saiu do grupo de WhatsApp com dirigentes de partidos após defender MP do governo

A retirada de pauta da medida provisória de regulamentação fundiária, a MP 910, deflagrou forte desentendimento entre líderes de partidos de centro e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. 

O líder do PP, Arthur Lira (PP-AL), chegou a sair do grupo de WhatsApp que congrega dirigentes de partidos em protesto à retirada da medida provisória de pauta. Ele deixou a rede fazendo fortes críticas a Maia e ao líder do MDB, Baleia Rossi (MDB-SP).

Baleia propôs a apresentação de um projeto de lei sobre o tema, para diminuir a resistência da oposição à medida provisória. Maia sinalizou positivamente e retirou a MP da pauta de votações. Lira, então, disse que o presidente da Câmara havia rompido um acordo firmado com os partidos de centro e, em protesto, deixou o grupo prometendo desmobilizar a adesão de outros líderes a reuniões que tentem refazer o acordo. 

O conflito entre Lira, Maia e Baleia ocorre em meio à aproximação de partidos de centro com o presidente Jair Bolsonaro, com o PP na linha de frente.


A MP 910 encontra forte resistência em setores da sociedade e é chamada de “MP da grilagem” pela oposição. 

O relator do texto garantiu aos líderes que modificou os trechos mais problemáticos, protegendo terras indígenas e quilombolas, por exemplo, mas não convenceu a oposição. 

Daí a ideia de Baleia de oferecer um projeto de lei, gestado na própria Câmara, como alternativa.

A informação é de Daniela Lima, da CNN

MAIS VISITADAS DO MÊS

São dois, os Secretários de Geraldo Julio, presos pela Polícia Federal, ontem, por desvios em obra da BR 101, ambos indicados por Sebastião Oliveira

Mãe "rica" da "Beira Mar" reclama de escola cearense que coloca seus filhos em aulas on line com crianças de "outro nível". Escola emite nota lamentando discriminação

Com Covid19, Sikêra Jr. chora ao vivo e alerta: "não façam como eu fiz. Não subestimem a doença"

Exclusivo: Deputado Sebastião Oliveira, de Pernambuco foi alvo de buscas e apreensões da PF na Operação Outline. Dois ex-servidores do DER foram presos na manhã de hoje

Com salário líquido de R$ 7,9 mil, Secretário de Geraldo Júlio, preso pela PF por desvios no DER, confessa prática de agiotagem e posse de R$ 1,4 milhão em dinheiro. Prefeitura silencia