Receita Federal apreende 876,5 quilos de cocaína nos Portos de Santos e Paranaguá



A Receita Federal, em ação conjunta com a Polícia Federal, apreendeu três cargas contendo 876,5 quilos de cocaína. 

Na primeira operação, iniciada na madrugada de quinta-feira (21), a Alfândega da Receita Federal, em Santos, localizou duas cargas prestes a serem exportadas

A primeira apreensão ocorreu durante trabalho regular em um dos terminais de contêineres localizados no Porto de Santos, onde foram encontrados 146 kg de cocaína ocultos em um carregamento de açúcar. O destino final da carga seria a Costa do Marfim, mas com transbordo no porto de Antuérpia, na Bélgica.

Em função das características observadas na ação, suspeita-se ter ocorrido a técnica criminosa denominada “Rip-Off modality”, em que a droga é inserida em uma carga lícita sem o conhecimento dos exportadores e importadores.




Na segunda apreensão, uma carga de três geradores, um compressor e uma unidade de ar comprimido, a droga estava escondida dentro dos equipamentos. Foram encontrados 373 kg de cocaína. O destino final seria o porto de Lataquia, na Síria.

Dada a dificuldade apresentada para a retirada da droga, os trabalhos foram concluídos somente no final da tarde do dia 21.

Nas duas apreensões a seleção para conferência foi feita através de critérios objetivos de análise de risco, incluindo a inspeção não intrusiva por escâner e utilização dos cães de faro da Unidade.

A droga interceptada pela Alfândega foi entregue à Polícia Federal, que acompanhou a operação a partir de sua localização e prosseguirá com as investigações a partir das informações fornecidas pela Receita Federal.

Na segunda operação, ocorrida na última quarta-feira (20), esta em conjunto com a Polícia Federal, fora m apreendidos 357,5 quilos de cocaína, no Porto de Paranaguá/PR.


A droga foi localizada pelo scanner, misturada a uma carga de suco de frutas congelado. A carga teria como destino o Porto de Rotterdam, na Holanda.

Esta é a 12ª apreensão de cocaína realizada pela Receita Federal no Porto de Paranaguá, em 2020, totalizando 4.187 quilos da droga.

A droga foi encaminhada para a Polícia Federal que seguirá com as investigações.

* Com informações da Assessoria de Comunicação da Receita federal do Brasil.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Durante julgamentos de interesse da gestão Geraldo Julio, um dos quais envolvendo a Casa de Farinha, Conselheiros do TCE/PE perdem a calma, gritam e interrompem Procuradora que combate a corrupção no Governo de Pernambuco e na Prefeitura do Recife

Exclusivo: TJPE determina afastamento do Prefeito de Paulista, Junior Matuto, a pedido do Dracco, por desvios de R$ 21 milhões em PPP do lixo com a empresa Locar

"Grampos" da Operação Locador, do DRACCO, mostram temor de investigados de que chefões da gestão Matuto lhes fizessem "mal" e espanto com pagamentos em dinheiro vivo feitos pelo prefeito na compra de terrenos

PF volta à Prefeitura do Recife em mais duas Operações por desvios de recursos públicos na pandemia: Bal MAsqué e Apneia III. Diretor Financeiro é afastado do cargo pro pagar mais de R$ 7 milhões por produtos jamais entregues

Braço direito de Geraldo Julio, João Guilherme Ferraz incentivou e até debochou do fato de serem adquiridos respiradores testados apenas em porcos: "Leia c bons olhos kkkkkkk"