Representante da Juvanete revelou ter sido subordinado do Secretário de Saúde do Recife, a quem teria oferecido os respiradores



Na Representação do Delegado da Polícia Federal Daniel Silvestre, da Delegacia de Combate à Corrupção e aos Crimes Financeiros, encaminhada à Juíza Carolina Malta, da 36ª Vara Federal e que resultou na deflagração da Operação Apneia II, consta que  "durante o cumprimento do mandado na residência de ADRIANO CABRAL, foi realizada breve entrevista com o mesmo, consoante consta no Relatório de Id. 4058300.14550388. Segundo o informe: "Ao ser entrevistado, ADRIANO CÉSAR CABRAL informou que já foi representante da empresa BRASMED em Pernambuco, tendo sido preposto da mesma na venda de respiradores pulmonares para a Prefeitura de Recife/PE. Esclareceu que ofereceu o produto ao Secretário de Saúde da edilidade, com o qual já mantinha contato em face de ter sido seu chefe anteriormente. Diante do interesse da Secretaria de Saúde de Recife no equipamento, averiguou-se o mesmo se adequava aos padrões exigidos pela edilidade, tendo constatado que os aparelhos fabricados e comercializados pela BRASMED se adequavam às especificações técnicas exigidas, razão pela qual a empresa, cujo proprietário, segundo o entrevistado, era o Sr. JUAREZ, firmou contratos com a Prefeitura de Recife/PE."

MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos