Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2020

Paulo Câmara continua sem pagar auxilio de R$ 50 aos estudantes que estão sem a merenda escolar. Mas o das "castanhas e nozes" do gabinete não falta

Imagem
Pais de alunos da Rede Estadual de Ensino de Pernambuco voltam a denunciar que o Governo de Pernambuco ainda não pagou os R$ 50 reais prometidos aos alunos que estão sem merenda escolar em razão da suspensão das aulas.
O pagamento é feito por meio de um Cartão que é utilizado pelos pais dos estudantes para aquisição de alimentos em substituição da alimentação que era fornecida na escola.
Há casos, como o que trazemos hoje para comprovar que o pagamento não foi feito apesar de já se passar mais de um mês do último pagamento, em que são três crianças sem receber a alimentação adequada por causa do atraso injustificado no pagamento do benefício.
O governo mandou que dirigentes das escolas acalmassem os pais avisando-os que o pagamento sairia até o final do més, mas já chegamos ao último dia de junho e até agora nada.
Enquanto isso, conforme revelamos no fim de semana, o gabinete do governador gasta quase 30 mil reais com castanhas, nozes, avelãs e outras iguarias para serem servidas a visita…

Ministra Ana Arraes deve se arguir impedida para relatar processo sobre respiradores de porcos, comprados pela PCR, no TCU

Imagem
Apesar de ter sido sorteada para relatar a auditoria especial requerida pelo Ministério Público de Contas, junto ao TCU, envolvendo a compra de respiradores testados apenas em porcos, a ministra Ana Arraes deve se arguir impedida para atuar no caso. É que desde que assumiu o cargo de ministra, Ana arraes tem rejeitado atuar em processos que envolvam seu Estado natal, no caso Pernambuco.
A ministra é filha do ex-governador de Pernambuco, Miguel Arraes, mãe do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos e do presidente da Fundaj, Antônio Campos, hoje na oposição ao governador Paulo Câmara e ao Prefeito Geraldo Julio, que, por sua vez, apoiam a candidatura de João Campos, neto de Ana Arraes, à Prefeitura do Recife.
Por coerência, portanto, o mesmo procedimento deve ser adotado pela ministra também no caso envolvendo a compra de 500 respiradores testados apenas em porcos, adquiridos pela gestão Geraldo Julio, a uma empresa de fachada.
A compra foi alvo da Operação Apneia, da Polícia Federal e…

PF prende juiz federal e advogados acusados de fraude milionária com precatórios

Imagem
Por Fernanda Valente Para o Conjur
O juiz Leonardo Safi de Melo, da 21ª Vara Federal Cível de São Paulo, foi preso na manhã desta terça-feira (30/6) dentro de inquérito que envolve agentes públicos e advogados. O esquema de corrupção, informam a polícia e o Ministério Público, trata da liberação de precatórios.Juiz federal Leonardo Safi de Melo foi preso nesta terça-feira
A ordem de prisão partiu da desembargadora Therezinha Cazerta, do Tribunal Regional da 3ª Região. Em nota, o TRF-3 informou que o inquérito tramita sob sigilo.
Segundo a ConJur apurou, foram presos durante a operação o juiz Leonardo Safi de Melo, da 21ª Vara Federal Cível de São Paulo; o advogado Paulo Rangel do Nascimento, especialista em Direito Público e juiz de Direito aposentado; uma advogada que está grávida e um diretor de cartório. 
De acordo com a Polícia Federal, a investigação começou em 19 de março e descobriu o recebimento de vantagens indevidas por parte de um magistrado e outros servidores públicos em troca…

MPCO quer saber o porquê de um político investigado por desvios na Hemobras ser beneficiado pelo Governo Paulo Câmara com "fomentos" de mais de R$ 6 milhões

Imagem
O Ministério Público de Contas, junto ao TCE/PE, por meio de uma Representação Interna assinada pela Procuradora Geral, Germana Laureano e pelo Procurador de Contas, Cristiano Pimentel, pede ao Relator das Contas da Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco, para o exercício de 2020, Conselheiro Carlos Porto, que seja aberta uma auditoria especial para investigar a "regularidade da celebração e execução do Convênio 001/2020 - Convênio Emergencial - Covid-19 (SES-FACEPE), bem como dos gastos efetuados através dos empenhos 2020NE011691 e 2020NE011692, com a importação de equipamentos e insumos para proceder à testagem em massa da covid-19"   e "que seja oficiado o Secretário Estadual de Saúde para que preste informações, no prazo de 5 (cinco) dias, sobre os termos desta representação interna, especialmente sobre o suposto conflito de interesses do assessor Mozart Sales receber fomento à pesquisa decorrente de convênio da Secretaria Estadual de Saúde."

Segun…

Ex-ministro da Saúde e atual assessor da Secretaria de Saúde de Paulo Câmara, Mozart Sales continua sob investigação do MPF por supostos desvios na Hemobras. Médico voltou à mídia por receber mais de R$ 6 milhões do Estado para combate à pandemia

Imagem
Recente notícia publicada pelo colunista Lauro Jardim, de "O Globo", trouxe à tona a informação de que o governo de Pernambuco repassou R$ 6,6 milhões para Mozart Sales, ex-ministro da Saúde do PT, partido que compõe a gestão de Paulo Câmara.

O curioso nesse caso é que os pagamentos milionários foram feitos por meio de empenhos que apontam Sales, como pessoa física, como beneficiário. O que é, no mínimo, incomum.
Ao colunista, o Governo de Pernambuco alegou que o dinheiro, apesar de pago a Sales, não seria destinado a ele, mas ao financiamento da aplicação de exames de Covid-19, em um programa coordenado por ele. Segundo o governo de Pernambuco, esse procedimento seria "comum" e que apesar de aparecer no Portal da Transparência em nome de Mozart Sales, os recursos seriam destinados à empresa Equilab INC., fabricante de insumos e equipamentos nos Estados Unidos.
O que todos parecem ter esquecido, menos o Blog da Noelia Brito, é que Mozart Sales foi um dos alvos da Op…

Covidão: Governador do AM é alvo de busca em operação da PF sobre suspeita de desvio na compra de respiradores. Secretária de Saúde é presa. Apesar do pedido, prisão do Governador não foi autorizada

Imagem
Mandados de busca e apreensão e de prisão temporária são cumpridos na sede do governo do estado e na secretaria de saúde. Segundo a investigação, equipamentos foram adquiridos de uma importadora de vinhos. Wilson Lima teve bens bloqueados. Secretária de saúde foi presa.
Por G1 AM — Manaus
O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), é alvo de buscas e bloqueio de bens na Operação Sangria, deflagrada nesta terça-feira (30) pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal (MPF). A força-tarefa prendeu a secretária de saúde do estado, Simone Papaiz.
A investigação aponta supostas fraudes e desvios na compra de respiradores, com dispensa de licitação, de uma importadora de vinhos — os equipamentos deveriam ser destinados ao combate ao novo coronavírus, que causa a doença Covid-19. A PF cumpre os mandados na sede do governo do estado e na secretaria de saúde, em Manaus.
O governo do Amazonas disse que "aguarda o desenrolar e informações mais detalhadas da operação que a Polícia Fede…

PF/PE prende, em Caruaru e Santa Cruz quadrilha ligada a facção criminosa de São Paulo que sequestrava funcionários de bancos para promover assaltos às instituições financeiras

Imagem
A Delegacia da Polícia Federal em Caruaru deflagrou na manhã de hoje (30/06/2020) a Operação Dissímulo, com a finalidade de descortinar a atuação de uma associação criminosa estabelecida na região dos municípios de Caruaru e Santa Cruz do Capibaribe, especializada na execução de crimes patrimoniais contra agências bancárias, na modalidade de roubo mediante sequestro e extorsão de funcionários, tendo como líder um vigilante de 32 anos, funcionário de uma empresa de segurança de valores, brasileiro, casado, natural da Bahia e residente em Caruaru/PE.


O líder do grupo já havia sido preso pela Polícia Federal de Caruaru, em uma ação desencadeada em 07/02/2020 no curso de investigação que apurou suas relações com integrantes de uma facção criminosa do Estado de São Paulo, com atuação em diversas outras unidades da federação, presos pela Polícia Federal em Caruaru, no dia 03/11/2019, quando supostamente realizavam levantamentos no município para a realização de mais uma empreitada criminosa.…

PF faz Operação contra esquema corrupto envolvendo juízes, advogados e empresários em Goiás. Buscas e apreensões foram autorizadas pelo STJ

Imagem
Os alvos são suspeitos de 'negociação criminosa' em ações relacionadas ao processo de recuperação judicial de uma grande empresa. PF cumpre 17 mandados de busca e apreensão.
Por Sílvio Túlio, G1 GO
STJ determina buscas contra empresários, advogados e magistrados em Goiás
A Polícia Federal cumpre na manhã desta terça-feira (30) 17 mandados de busca e apreensão contra advogados, juízes e empresários suspeitos de crimes, em Goiás. Segundo o Superior Tribunal de Justiça (STJ), que autorizou as ordens judiciais, os alvos são suspeitos de "negociação criminosa" em ações relacionadas ao processo de recuperação judicial de uma grande empresa.
O ministro relator do processo, Campbell Marques, determinou o sigilo dos autos. Portanto, os nomes dos alvos e da empresa em questão não foram divulgados.
Os mandados, determinados a partir de requerimento do Ministério Público Federal, são cumpridos em endereços públicos e privados dos investigados. O intuito é coletar mais provas que comp…

MPF obtém segunda condenação de alvos da Operação Torrentes

Imagem
O Ministério Público Federal (MPF) obteve a condenação do empresário Paulo Sérgio Oliveira Pinto, proprietário da empresa Jato Clean Limpadora e Desentupidora Ltda., pelo envolvimento em desvio de verbas federais repassadas pelo Ministério da Integração Nacional. Os recursos deveriam ter sido usados no auxílio a vítimas das chuvas e enchentes que atingiram várias cidades da zona da mata e agreste pernambucanos, em 2010 – na semana passada, a ocorrência das enchentes completou dez anos. 
Esta é segunda condenação decorrente de denúncias oferecidas à Justiça pelo MPF no âmbito da Operação Torrentes. A primeira sentença, proferida na última semana, também teve, como um dos condenados, o empresário Paulo Sérgio Oliveira Pinto. Na segunda, as penas aplicadas são referentes à prática de peculato (sete anos) e dispensa indevida de licitação (quatro anos e oito meses). Somando-se as duas condenações, as penas aplicadas a Paulo Sérgio ultrapassam 20 anos de pena privativa de liberdade. Ele tamb…

Juiz de Petrolina levanta sigilo da Operação RipStop e decisão revela que alvos como Sebastião Figueiroa estavam "grampeados" pelo Draco. Será que tem político interceptado?

Imagem
O juiz Gabriel Augusto Mario de Castro Pinto, da 1ª Vara Criminal de Petrolina liberou o acesso ao processo nº 0003482-49.2019.8.17.1130, pelo qual foi autorizada a Operação Rip Stop, do Draco, deflagrada, em Petrolina, no mesmo dia em que o juiz federal Cesar Arthur, da 13ª Vara Federal, autorizou a Operação Casa de Papel, da Polícia Federal, contra o mesmo grupo empresarial do ramo gráfico e de material escolar, comandado pelo empresário Sebastião Figueiroa, e contra as Prefeituras do Recife, do Cabo, de Jaboatão e de Paulista. Figueira é muito conhecido no ambiente político por fornecer material gráfico em campanhas e por conceder empréstimos, estes inclusive confessados por um dos alvos da Operação Casa de Papel, em pedido de liberação de bens apreendidos, formulado perante a 13ª Vara Federal.

A liberação do acesso ao processo e à decisão em si não trazem grandes novidades, pois a maior parte do que ali está exposto já havia sido revelado em entrevista coletiva da própria Polícia C…