DRACO, PF, CGU e GAECO fazem Operação contra desvios de recursos públicos no combate à pandemia em Pernambuco


A SECRETARIA DE DEFESA SOCIAL, através da POLÍCIA CIVIL DE PERNAMBUCO, no âmbito do PACTO PELA VIDA, desencadeou na manhã desta quarta-feira, 03/06/2020, a 15ª Operação de Repressão Qualificada do ano, denominada "INÓPIA" , vinculada à Diretoria Integrada Especializada - DIRESP, sob a presidência da Delegada Viviane Santa Cruz, titular da 1a DECCOR/DRACCO. 

A investigação tem como objetivo apurar possíveis irregularidades em contrato elaborado com recursos públicos destinados ao combate da COVID-19, no qual há indícios da suposta existência de organização criminosa voltada para a prática de crimes relacionados a fraude à licitação. 

Durante a operação, estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão, expedidos pela MM Juíza da Vara de Crimes contra a Administração Pública e Ordem Tributária.

A Operação fora deflagrada com o apoio da Polícia Federal, Controladoria Geral da União e Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado - MPPE. 

Na execução, foram empregados 40 Policiais Civis, entre Delegados, Agentes e Escrivães, além dos integrantes das instituições acima mencionadas. 

Três mandados estão sendo cumpridos em Pernambuco pela Polícia Civil, nas cidades de Recife e Paudalho; e os outros dois estão sendo cumpridos pela Polícia Federal em Goiás e no Distrito Federal. 

A Operação está sendo coordenada pela DIRESP e supervisionada pela Chefia de Polícia. As investigações foram assessoradas pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco - DINTEL. Os detalhes da referida operação serão divulgados posteriormente. 

 Com informações da Assessoria de Comunicação da PCPE

MAIS VISITADAS DO MÊS

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos