Gabinete de Paulo Câmara gasta mais de R$ 38 mil com castanhas, nozes e avelãs, enquanto atrasa paganento de R$ 50 de auxílio prometido aos estudantes.

28 de jun. de 2020

/ by Blog da Noelia Brito


Apesar de estarmos ainda em plena pandemia, com estudantes em quarentena e passando necessidades por não contarem com a merenda escolar  que o governo de Pernambuco substituiu por um auxílio pago por cartão alimentação, o gabinete do governador se dá ao luxo de adquirir mais de R$ 38 mil com oleaginosas, o que inclui, segundo o Termo de referência, castanhas de caju e portuguesa, avelãs, nozes, frutas cristalizadas, azeitonas, dentre outras iguarias.






A segunda parcela do auxílio de apenas R$ 50 reais continua atrasada, mas não falta dinheiro para gastos desnecessários com luxos, sob a desculpa de que o governador recebe pessoas na sede do Palácio. Estranho que em plena pandemia e isolamento social imposto pelo próprio governador, este esteja recebendo visitas para comer nozes e passas. Enquanto isso, estudantes passam fome.


Nenhum comentário

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

© Todos os direitos reservados - 2021