TCU também vai investigar compra dos (CENSURADO PELO TJPE) pela Prefeitura do Recife


O representante do Ministério Público de Contas, junto ao TCU, Marinus Eduardo De Vries Marsico, ingressou com uma representação interna onde pede que também o TCU investigue a compra de 500 respiradores à empresa de fachada Juvanete, pela Prefeitura do Recife.

O MPCO junto ao TCU pede que o TCU promova audiência dos responsáveis no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde de Recife/PE, das empresas do grupo “Brasmed” e seus sócios e representante envolvidos na contratação da empresa Juvanete Barreto Freire MEI (Brasmed Veterinária) para o fornecimento de ventiladores pulmonares (aparelhos respiradores) à Prefeitura Municipal de Recife/PE, apurando a ocorrência de possíveis atos ilegais e fraudulentos, adotando as medidas corretivas, preventivas e de responsabilização que se fizerem necessárias. 

"Confirmadas as ocorrências descritas nesta representação, considerando a gravidade da prática fraudulenta e a maior reprovabilidade dessas condutas no contexto da pandemia, requeremos que sejam aplicadas aos responsáveis, individualmente, a multa prevista no artigo 58, II, da Lei 8.443/92 e as sanções de inabilitação para o exercício de cargo em comissão ou função de confiança e de inidoneidade para licitar e contratar com o poder público previstas nos artigos 46 e 60 da referida lei. Por fim, requeremos que seja decretado o sigilo dos presentes autos, condição ostentada pelos documentos em sua origem nos processos administrativos e judiciais dos quais foram extraídos", conclui.


MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos