DRACCO faz Operação contra desvios de recursos públicos e associação criminosa na Prefeitura de Tamandaré

Prefeito Sérgio Hacker é investigado por utilizar funcionários da Prefeitura para trabalhos domésticos em suas residências, dentre estes, a mãe e a avó do menino Miguel, morto ao cair do 9. andar do prédio de luxo onde mora o prefeito

A POLÍCIA CIVIL DE PERNAMBUCO, desencadeou na manhã desta sexta-feira, 17/07/2020, a 26ª Operação de Repressão Qualificada do ano, denominada _"ESPECTRO"_, vinculada à Diretoria Integrada Especializada – DIRESP, sob a presidência do Delegado RODOLFO BACELAR, titular da 3ª DECCOR/DRACCO, tendo como ambiente operacional as cidades de Recife e Tamandaré. A investigação teve início em junho de 2020, com o objetivo de apurar, inicialmente, a suposta prática dos crimes de: 1) DESVIO DE SERVIÇOS PÚBLICOS; e 2) ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA;

No dia de hoje, estão sendo cumpridos 05 ( _cinco_) mandados de busca e apreensão domiciliar, todos expedidos pelo TJPE. Na execução, estão sendo empregados 43 ( quarenta e três) Policiais Civis, entre Delegados, Agentes e Escrivães. A Operação está sendo coordenada pela DIRESP e supervisionada pela Chefia de Polícia. As investigações estão sendo assessoradas pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco - DINTEL. As investigações seguem em segredo de justiça e os resultados somente serão apresentados na conclusão das investigações.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia

Durante julgamentos de interesse da gestão Geraldo Julio, um dos quais envolvendo a Casa de Farinha, Conselheiros do TCE/PE perdem a calma, gritam e interrompem Procuradora que combate a corrupção no Governo de Pernambuco e na Prefeitura do Recife

Exclusivo: TJPE determina afastamento do Prefeito de Paulista, Junior Matuto, a pedido do Dracco, por desvios de R$ 21 milhões em PPP do lixo com a empresa Locar

"Grampos" da Operação Locador, do DRACCO, mostram temor de investigados de que chefões da gestão Matuto lhes fizessem "mal" e espanto com pagamentos em dinheiro vivo feitos pelo prefeito na compra de terrenos

PF volta à Prefeitura do Recife em mais duas Operações por desvios de recursos públicos na pandemia: Bal MAsqué e Apneia III. Diretor Financeiro é afastado do cargo pro pagar mais de R$ 7 milhões por produtos jamais entregues