Em nota ao Blog, defesa de Sergio Hacker afirma que prefeito de Tamandaré recebeu Operação do DRACCO com surpresa e perplexidade



 NOTA À IMPRENSA 

 Ref. “Operação Espectro” – Em resposta à noticiada operação policial deflagrada na data de hoje, o Sr. SÉRGIO HACKER, em estrito cumprimento à decisão judicial advinda do eminente Desembargador Estadual Relator do Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco, registra, desde já, que respeitará, como sempre respeitou, o sigilo imposto às investigações policiais. No mesmo tom, esclarece, por seu turno, que não teve acesso ao teor da decisão judicial. No entanto, informa que recebeu a operação policial, presidida pelo DRACCO, com surpresa e perplexidade, pois, desde o início da investigação, sempre se colocou à inteira disposição da autoridade policial; peticionou por diversas vezes nos autos do inquérito policial; habilitou advogados em colaboração à apuração empreendida; requereu o acesso e extração de cópias, o que foi deferido; produziu provas, como também respondeu prontamente, como agente público, a todas as solicitações que lhe foram feitas. A par desse contexto, deixa em evidência que a medida policial empreendida se afigura completamente desnecessária, pois, em nenhum instante, ele empreendeu qualquer embaraço ou dificultou às investigações; como também está convicto que não cometeu crime, conforme será devidamente demonstrado no momento próprio. Também, em ato contínuo, deve-se consignar, a fim de afastar qualquer dúvida ou informação falsa, que a Prefeitura Municipal de Tamandaré/PE, não foi objeto da operação policial. Por fim, reafirma confiança na imparcialidade do Poder Judiciário Pernambucano; bem como na serenidade do Ministério Público e da Polícia Civil. GERVÁSIO LACERDA – OAB/PE 21.074

MAIS VISITADAS DO MÊS

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Radar: João Campos recebe mais de R$ 5,2 milhões do Fundo Eleitoral do PSB e é recordista nacional de doações

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Desembargador extingue reclamação do Estado de Pernambuco contra decisão do Juiz que mandou suspender retorno das aulas presenciais

Exclusivo: Geraldo Julio deixou de pagar mais de R$ 8,2 milhões devidos à Reciprev referentes a contribuições previdenciárias dos inativos da PCR, aponta Auditoria do TCE/PE