Em Resolução, PSOL de Olinda diz que "avalia com apreço" apoiar candidato do PSB à Prefeitura da Marins dos Caetés. PSB persegue sistematicamente filiados do PSOL que denunciam irregularidades em suas gestões, a exemplo do policial Áureo Cisneiros

Pedro Mendes foi vice-prefeito de Ipojuca na gestão do tucano Carlos Santana (Foto: facebook)

Uma Resolução aprovada, ontem, pela Executiva Municipal do PSOL em Olinda, causou indignação em muitos filiados do Partido que vêm, há anos, fazendo oposição aos desmandos do PSB em Pernambuco.

É que por meio dessa Resolução, o PSOL Olinda praticamente anunciou apoio à pré-candidatura de Pedro Mendes, que é do PSB e chegou a ser vice-prefeito de Ipojuca, na gestão do tucano Carlos Santana.

O problema, segundo fontes ouvidas pelo Blog, é que o PSB sempre foi um verdadeiro algoz de vários militantes históricos do PSOL que estão no Partido desde sua fundação e que agora se veem surpreendidos com o apoio de neófitos na legenda e que hoje a dominam, a um dos principais detratores dos próprios militantes históricos do PSOL, a exemplo do suplente de deputado estadual e presidente licenciado do Sinpol Áureo Cisneiros, que amarga mais de 15 inquéritos instaurados por ordem do governador Paulo Câmara para persegui-lo em razão de denúncias contra desmandos das gestões socialistas, notadamente com relação às condições de trabalho dos policiais civis.

De acordo com a resolução, que pode ser conferida na íntegra AQUI, "O PSOL Olinda vem avaliando com apreço, mas também, com muito cuidado, as movimentações de Pedro Mendes. Caso haja a viabilidade de sua candidatura pelo PSB, entraremos no segundo passo das análises. Caso haja a intensão, por parte de Pedro, de construir uma alternativa à esquerda no município, esta torna-se uma possibilidade para o PSOL. Infelizmente, o que se tem visto é uma brutal e covarde articulação de bastidores para inviabilizar a sua candidatura. 19.Caso a candidatura de Pedro Mendes aglutine em torno de si setores que não dialogam com a esquerda na cidade ou que seja de fato retirada do processo, o PSOL Olinda ficará entre a possibilidade de lançar uma candidatura própria, ou liberar sua militância para escolherem por conta própria os seus candidatos a prefeito."



Confiram outros trechos da Resolução em que o PSOL Olinda faz críticas ao PT e ao PC do B para justificar sua possível aliança com o PSB que só não se concretizará se ele não for candidato:

"Em Olinda, os conservadores reproduzem aqui a disputa pela hegemonia do campo a nível nacional. Assim, além da candidatura do atual prefeito à sua reeleição, figuras conhecidas da direita olindense, como Armando Sérgio, Antônio Campos, a família Urquisa, Jorge Federal, entre outros, se mexem no intuito de construir uma possível candidatura que venha a ser opção de direita à Lupércio. Contudo, apesar da quantidade diversa de nomes, o Prof. Lupércio tem amplas condições de encabeçar essa frente conservadora, alinhada ao governo Bolsonaro, sendo o amplo favorito, inclusive, para vencer as eleições.10.Isso coloca a esquerda em extremo contraponto ao projeto político do Prof. Lupércio. Visando travar o bom embate, a esquerda apresenta, até então, duas candidaturas para o enfrentamento ao avanço do fascismo em Olinda, representadas pelas postulações de Pedro Mendes (PSB) e de João Paulo (PCdoB)."

"11.Pedro Mendes é um político já de alguma história na cidade. Participou ativamente da vida política da cidade anos atrás e sempre foi muito ligado ao ex-governador Eduardo Campos. Faz parte de uma geração antiga do PSB, herdeira de Miguel Arraes. No entanto, afastou-se da cidade para ser vice-prefeito de Ipojuca, na gestão de Carlos Santana (PSDB), dentre os anos de 2013 2016. Agora, tenta costurar um acordo interno no partido para viabilizar-se no pleito. Porém, o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, já sinalizou ser contrário à sua candidatura."

"12.Pedro vem tentando aglutinar forças para as suas pretensões políticas. Vem conversando com diversas lideranças pela cidade já há algum tempo, e pensou ter amarrado consigo o PT, contribuindo inclusive para que o grupo que hoje dirige o PTsaísse vencedor nas eleições internas desse partido. Todavia, após as declarações de Sileno Guedes citadas anteriormente, o PT resolveu rapidamente cerrar fileiras junto a João Paulo e o PCdoB."

"13.Os comunistas de Olinda “importaram” João Paulo para a disputa local. Isso se deve muito ao desgaste após 4 gestões sucessivas na cidade, marcadas principalmente pela falta de cuidado com a coisa pública, o aparelhamento da máquina estatal, a perseguição de desafetos políticos dentro e/ou fora da gestão e o esgotamento do projeto para melhoria da qualidade de vida do povo de Olinda."

"14.Essa deterioração, para além de suas consequências eleitorais, fez com que a população olindense migrasse ideologicamente sem que sejam percebidas, hoje em dia, algum sinal de arrependimento ou reavaliação. Talvez, construir no campo das esquerdas uma nova representação de base social fosse a pedida mais acertada para o pleito de novembro/2020."

"15.Aqui, torna-se válida uma crítica aos companheiros e companheiras do Partido dos Trabalhadores. A direção majoritária do PT Olinda resolveu alinhar-se aos comunistas após ficarem 16 anos sob os desmandos do PCdoB na cidade, onde sofreu inclusive consequências eleitorais, pois o partido deixou de ter representantes na câmara de vereadores de Olinda. O partido em questão poderia ser o representante ou apoiar formalmente um novo projeto político para a cidade, o que lamentavelmente não aconteceu."

"16.Dado todo o contexto e descrição dos fatos que marcaram a vida política da cidade nos últimos 4 anos, cabe ao PSOL Olinda refletir em cima dos cenários que estão postos. A começar pela reflexão sobre a frente de esquerda no município, encabeçada pelo PCdoB e representada pela candidatura de João Paulo, que vem sendo apresentado à população como alguém que seja para além dos comunistas."

"17.O PSOL Olinda considera importante que as esquerdas estejam juntas, mas apenas no segundo turno e contra o mal maior que é o obscurantismo. Fingir que a história política da nossa cidade começa com a chegada de João Paulo a Olinda pode significar um novo erro estratégico. O PSOL se empenhará cotidianamente para que o desastre de 2016 não se repita, mas sem com isso deixar de debater as 4 gestões do PCdoB em Olinda. Com todo o respeito que temos a João Paulo e sua trajetória política, junto com ele está o mesmo PCdoB de sempre, as mesmas pessoas e possivelmente as mesmas práticas."

"18.O PSOL Olinda vem avaliando com apreço, mas também, com muito cuidado, as movimentações de Pedro Mendes. Caso haja a viabilidade de sua candidatura pelo PSB, entraremos no segundo passo das análises. Caso haja a intensão, por parte de Pedro, de construir uma alternativa à esquerda no município, esta torna-se uma possibilidade para o PSOL. Infelizmente, o que se tem visto é uma brutal e covarde articulação de bastidores para inviabilizar a sua candidatura."

"19.Caso a candidatura de Pedro Mendes aglutine em torno de si setores que não dialogam com a esquerda na cidade ou que seja de fato retirada do processo, o PSOL Olinda ficará entre a possibilidade de lançar uma candidatura própria, ou liberar sua militância para escolherem por conta própria os seus candidatos a prefeito. Conforme já fora dito, no segundo turno todos os esforços do PSOL serão direcionados a vencer os representantes do conservadorismo em Olinda, inclusive apoiando o PCdoB caso seja esse o cenário."

"20.Vale salientar que a direção municipal do PSOL Olinda reconhece as limitações de sua construção política e sua capacidade de conduzir um debate majoritário no municipio nessas eleições. É uma prioridade tática definida pela direção concentrar os esforços para conseguir eleger representações na Câmara Municipal de Olinda. O PSOL Olinda deve ter a paciência histórica para construir a viabilidade eleitoral necessária para encabeçar uma disputa majoritária competitiva na cidade. Só assim teremos as condições de fazer um grande projeto; por justiça social, igualdade de direitos e melhoria de vida do povo de Olinda".

MAIS VISITADAS DO MÊS

Exclusivo: TJPE determina afastamento do Prefeito de Paulista, Junior Matuto, a pedido do Dracco, por desvios de R$ 21 milhões em PPP do lixo com a empresa Locar

"Grampos" da Operação Locador, do DRACCO, mostram temor de investigados de que chefões da gestão Matuto lhes fizessem "mal" e espanto com pagamentos em dinheiro vivo feitos pelo prefeito na compra de terrenos

Durante julgamentos de interesse da gestão Geraldo Julio, um dos quais envolvendo a Casa de Farinha, Conselheiros do TCE/PE perdem a calma, gritam e interrompem Procuradora que combate a corrupção no Governo de Pernambuco e na Prefeitura do Recife

PF volta à Prefeitura do Recife em mais duas Operações por desvios de recursos públicos na pandemia: Bal MAsqué e Apneia III. Diretor Financeiro é afastado do cargo pro pagar mais de R$ 7 milhões por produtos jamais entregues

Braço direito de Geraldo Julio, João Guilherme Ferraz incentivou e até debochou do fato de serem adquiridos respiradores testados apenas em porcos: "Leia c bons olhos kkkkkkk"