Operação "Caixa Preta" da PCPE visa prender quadrilha especializada em homicídios em Pernambuco e São Paulo

Foto: Polícia Civil de Pernambuco 


A POLÍCIA CIVIL DE PERNAMBUCO deflagrou na manhã desta quinta-feira, 06/08/2020, a 35ª  Operação de Repressão Qualificada do ano, denominada " CAIXA PRETA ", vinculada à Diretoria Integrada Especializada  - DIRESP, sob a presidência da Delegada Larissa Melo, que à época do início das investigações era adjunta da 7ª Delegacia de Policia de Homicídios - 7ª DPH, integrante da Divisão de Homicídios Metropolitana Norte - DHMN.

A Operação tem como ambiente operacional as cidades de Olinda e Paulista, no Estado Pernambuco, e Hortolândia, Campinas e Castilho,  no Estado de São Paulo.

As investigações foram iniciadas em outubro de 2019, com o objetivo de identificar os autores de um homicídio ocorrido no dia 24/10/2019, sendo, no decorrer das diligências, constatado que os autores integram uma organização voltada à prática do homicídio, ocorrido em Pernambuco, e, no Estado de São Paulo,  Tráfico de Drogas e Estelionato.

Estão sendo cumpridos 11 ( onze) mandados de prisão e 7 ( sete) mandados de busca e apreensão domiciliar, todos expedidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Paulista.

Na execução, estão sendo empregados 40 ( quarenta) Policiais Civis, entre Delegados, Agentes e Escrivães, das Polícias Civis dos Estados de Pernambuco e São Paulo.

A Operação está sendo coordenada pela Diretoria Integrada Especializada e supervisionada pela Chefia de Polícia.

As investigações foram assessoradas pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco – DINTEL, com  apoio do Instituto de Criminalística de Pernambuco, através do Grupo Especializado em Perícias de Homicídios - GEPH, além do apoio da Polícia Civil de São Paulo.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos