TCU: Ministro Benjamin Zymler vai relatar processo que investiga compra superfaturada de 33 milhões de luvas pela Prefeitura do Recife, alvo da Operação Antídoto, da Polícia Federal

 

A relatoria, no TCU, do processo que investiga a compra de 33 milhões de luvas descartáveis, pela Prefeitura do Recife e que foi alvo da Operação Antídoto da Polícia Federal, será do Ministro Benjamin Zymler. 

Conforme o Blog da Noelia Brito havia revelado, em primeira mão, antes mesmo da deflagração da Operação, a empresa beneficiária da dispensa de licitação investigada pertence a um genro do empresário Sebastião Figueiroa, que foi alvo de duas outras Operações: Casa de Papel, da Polícia Federal e Rip Stop, da Polícia Civil, de Pernambuco e que tem estreitas ligações com o universo político de Pernambuco (Confiram em Prefeitura do Recife deixou de exigir entrega de luvas já compradas a R$ 0,14 (unidade) e preferiu fazer nova compra, por dispensa, ao custo de R$ 0,40, a unidade. No mercado, produto é vendido a R$ 0,36 ).

 

Relembrem o que o Blog da Noelia Brito escreveu em 23 de maio de 2020:

"A empresa Saúde Brasil, com sede numa sala comercial no Empresarial Flor de Santana, no Parnamirim e com Capital Social de apenas R$ 100 mil, tornou-se uma das maiores fornecedoras da Prefeitura do Recife, durante a pandemia. As compras, que foram alvo de uma denúncia da deputada estadual Priscila Krause, compreendem a aquisição, por meio de duas Dispensas de Licitação, de 33,750 milhões de luvas não cirúrgicas, para abastecimento das unidades de saúde, da Prefeitura do Recife, durante a pandemia. 

O sócio-administrador da empresa, o empresário Gustavo Sales Afonso de Melo é genro de um velho conhecido de políticos pernambucanos, o empresário do ramo gráfico conhecido como "Figueroa", que atua fortemente nas eleições fornecendo material de campanha e que possui contratos com diversas Prefeituras, no Estado. O Blog enviou uma série de questionamentos à Saúde Brasil, dentre as quais sobre a eventual participação do sogro de Gustavo Melo na sociedade, mas até o momento não obtivemos respostas. Em depoimento à Polícia Federal, o próprio Sebastião Figueiroa confirmou que prestara serviços à campanha do atual Prefeito do Recife, Geraldo Julio"

A denúncia de superfaturamento, conforme destacamos em nossa matéria de 23 de maio de 2020, foi da deputada estadual Priscila Krause.

 

Inicialmente, o processo fora distribuído à Ministra Ana Arraes, mas como é público e notório, a Ministra se argui impedida para atuar em quaisquer processos que investiguem o Estado de Pernambuco ou qualquer uma de suas prefeituras.

 



MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos