TRF5 manda empresários pernambucanos presos por integrar ORCRIM de tráfico internacional de drogas para a prisão domiciliar

 


A 3ª Turma do TRF da 5ª Região decidiu conceder prisão domiciliar para os empresários Antônio Gilson Ramalho e Antônio Gilson Ramalho Filho, que estavam presos desde o dia 25 de agosto, no COTEL, em razão de serem apontados como integrantes de uma organização criminosa especializada no tráfico internacional de cocaína.

Os empresários, que atuam no ramo de comércio varejista de combustíveis e transporte de cargas, foram alvo da Operação Além Mar, da Polícia Federal e são apontados como integrantes do braço operacional da ORCRIM, sendo responsáveis, juntamente com outros empresários do mesmo ramo, pelo transporte da cocaína recolhida em São Paulo, vinda do Paraguai de helicóptero, até os Portos nordestinos, de onde é despachada para a Europa e a África, por meio da "contaminação de containers de cargas lícitas.

Como a Turma autorizou a aplicação de outras medidas cautelares diversas da prisão, a Juíza da 4ª Vara determinou o uso de tornozeleira eletrônica pelos investigados.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos