Blog da Noelia Brito analisa pesquisa IBOPE que traz empate técnico entre João Campos e Mendonça Filho na liderança







A Pesquisa Ibope encomendada pela TV Globo e pelo Jornal do Commercio, divulgada nesta sexta-feira (2), veio para dar a real situação da disputa eleitoral no Recife.

Já há algum tempo, analistas experientes apontavam para a inviabilidade de duas candidaturas de esquerda no segundo turno, no Recife, num momento em que o bolsonarismo e o presidente crescem no gosto popular, avançando, principalmente, sobre o eleitorado lulista, que não deve ser confundido com o eleitorado petista.

Quem achava que era possível repetir 2016, quando João Paulo foi ao segundo turno, com Geraldo Julio, esquece que, naquele momento, o camaleônico PSB se posicionava mais à direita e vinha de um apoio à Aécio Neves em 2014 contra a petista Dilma.

Pesquisas de institutos desconhecidos, contratadas, sabe-se lá por quem, vinham traçando cenários irreais que agora são dissipados por pesquisa de um instituto tradicional e encomendada por dois veículos grandes da mídia corporativa.

Conforme já tínhamos destacado, ainda no início do ano, uma candidatura de Mendonça Filho, pelo campo da direita, não poderia ser desprezada, seja porque Mendonça traz consigo o recall de ter sido o candidato a senador mais votado na Capital, seja porque é o candidato que mais é identificado, pelo eleitor, com Bolsonaro, que vive em momento de lua de mel com boa parte do eleitorado, em especial, com aqueles benefíciados pelo auxílio emergencial.

O mesmo se diga de João Campos, deputado federal mais votado da Capital e candidato de duas máquinas pesadas: o governo do Estado e a Prefeitura do Recife. Foi só a máquina começar a moer que o herdeiro da família Campos/Arraes, que governa o Estado há décadas, assumiu a dianteira, ainda que empatado tecnicamente com Mendonça Filho, deixando sua prima, a petista Marilia Arraes, numa terceita posição ameaçada pela neófita Delegada Patrícia.

A seguir os percentuais de intenção de voto para a prefeitura do Recife nas Eleições 2020:

João Campos (PSB): 23%

Mendonça Filho (DEM): 19%

Marília Arraes (PT): 14%

Delegada Patrícia (Podemos): 11%

Cláudia Ribeiro (PSTU): 1%

Coronel Feitosa (PSC): 1%

Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB): 1%

Nenhum/branco/nulo: 22%

Não sabe/Não respondeu: 7%

Carlos (PSL), Charbel (Novo), Victor Assis (PCO) e Thiago Santos (UP) tiveram menos de 1%.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Radar: João Campos recebe mais de R$ 5,2 milhões do Fundo Eleitoral do PSB e é recordista nacional de doações

Desembargador extingue reclamação do Estado de Pernambuco contra decisão do Juiz que mandou suspender retorno das aulas presenciais