Justiça Federal manda gestão Geraldo Julio prestar contas das despesas com organizações sociais sob pena de multa diária. Entidades foram alvo da Operação Desumano da Polícia Federal

9 de out. de 2020

/ by Blog da Noelia Brito


A Justiça Federal acolheu pedido do Ministério Público Federal e determinou que a gestão Geraldo Julio preste contas das despesas com organizações sociais que foram contratadas para gerir os hospitais de campanha da pandemia. Pelo menos um desses contratos foi alvo da Operação Desumano da Polícia Federal, por suspeitas de fraudes na contratação de entidade laranja pertencente ao empresário Paulo Magnus, preso na Operação e liberado após pagar fiança de R$ 1 milhão.

A gestão Geraldo Julio se recusava a prestar contas dos gastos, alegando que a obrigação era apenas das entidades, tese que, segundo a Justiça Federal, privilegia a malversação de recursos públicos. Confiram:



Nenhum comentário

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

© Todos os direitos reservados - 2021