Professor questiona se Marília Arraes, candidata da chapa PT/PSOL não vai manifestar apoio à greve dos professores da Rede Privada. O Blog da Noelia Brito sempre apoiou, apoia e apoiará os professores!

2 de out. de 2020

/ by Blog da Noelia Brito

 

O professor e pesquisador Luciano Freitas, que também é reconhecido nacionalmente por sua militância na causa LGBT+ e que apoiou a candidata do PT, Marília Arraes, na disputa para o cargo de deputada federal, para o qual acabou eleita, questionou a hoje candidata à Prefeitura do Recife, que conta com o apoio também do PSOL, sobre apoio à greve dos professores da Rede Privada de Pernambuco.

Luciano é mais um que questiona até que ponto o pragmatismo eleitoral tem levado a petista a posicionamentos dúbios nestas eleições. O próprio Partido da deputada tem manifestado publicamente insatisfação com a candidata, questionando-a por "esconder" o PT, suas cores, sua estrela e os ex-presidentes Lula e Dilma da campanha, num momento em que o bolsonarismo segue em alta.

A petista foi acusada por integrantes do PT de gravar vídeos para candidatos bolsonaristas no interior e teve, inclusive, um pedido de expulsão protocolado contra sim por um diretório interiorano. O fato é público foi repercutido em vários blogs, sem que a candidata tenha se manifestado para negar os alegados vínculos com bolsonaristas.

Os questionamentos legitimamente feitos por pessoas que já apoiaram Marília Arraes e pelo PT, sobre sua aproximação de figuras do bolsonarismo têm sido atacados por apoiadores da candidata, que em vez de explicarem as razões para o comportamento da deputada, de modo a convencer que politica e estrategicamente ela estaria correta, preferem fazer ataques pessoais àqueles que a criticam, o que causa temor de que acaso venha a vencer a disputa, essa postura antidemocrática e perseguidora manifestada furiosamente por seus apoiadores se transfira para a gestão na Prefeitura, seguindo, aliás, a escola do PSB, da qual Marília Arraes, sabidamente é cria. Se os apoiadores de Marília Arraes ofendem e perseguem nas Redes Sociais quem apenas faz questionamentos legítimos à candidata, imagina-se o que não farão quando estiverem ocupando cargos na gestão.

O questionamento de Luciano é dos mais legítimos, uma vez que entre os principais eleitores e apoiadores de Marília Arraes, do PT e do PSOL estão professores e estes têm sido vítimas de todo tipo de perseguições e maus tratos por parte do patronato, sem que a candidata ou os parlamentares do PT e do PSOL se pronunciem em sua defesa.

 De antemão, o Blog anuncia que apoia totalmente o movimento paredista dos profissionais da Educação e ainda hoje publicaremos uma postagem sobre o assunto.

 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

© Todos os direitos reservados - 2021