Secretários e até procurador de Caucaia são presos no Ceará com "bolos" de dinheiro nas calças um dia antes da eleição




Do Jornal da Jangadeiro 

A Polícia Civil prendeu em flagrante por suposta compra de votos em Caucaia, neste sábado (28), assessores do prefeito e candidato à reeleição Naumi Amorim (PDS). Entre eles, estariam o sub-procurador Antônio Uedson da Silva, o secretário de Patrimônio de Caucaia, Assis Medeiros, e o vice-presidente da Autarquia Municipal, Carlinhos Gomes.




A prisão ocorreu na véspera da eleição, que acontece neste domingo (29). Nas imagens, os apoiadores aparecem com bolos de dinheiro nas calças, com cédulas de R$ 50 e R$ 100. Não há confirmação sobre o total da quantia que estavam com eles. Além disso, portavam adesivos com número do partido PSD e uma lista com nomes de pessoas, números, que poderiam ser a quantia repassada, ao lado de um ok. ⠀



Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) confirmou que, ao todo, cinco pessoas foram conduzidas à sede da Polícia Federal em Fortaleza, onde devem ser ouvidas. Também informou que a Polícia Civil realizou abordagem a um veículo suspeito, no Parque Potira, em Caucaia, e apreendeu dinheiro e outros objetos indícios de crime eleitoral. ⠀



Na sede da PF, estão assessores e advogados da candidatura de Naumi, mas não há pronunciamento oficial sobre o caso. O irmão do candidato, Miguel Amorim, também teria sido conduzido pela polícia, mas não há confirmação. A Polícia Federal marcou entrevista coletiva para 16h30 com objetivo de falar sobre o caso.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Perseguição? Governo Paulo Câmara nega licença sem remuneração à delegada Patrícia Domingos

No apagar das luzes de sua gestão, Geraldo Julio gasta R$ 43 milhões com imóveis, inclusive em outros Municípios e é questionado por Priscila Krause

Áureo Cisneiros sobre demissão: "Paulo Câmara é o primeiro governador desde a redemocratização que demite um servidor por atividade sindical"

Paulo Câmara terá que explicar demissão de Áureo Cisneiros à Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados

PCPE confirma ao Blog da Noelia Brito desaparecimento de armas e informa que caso está sendo rigorosamente apurado por dois delegados