Prefeitura do Recife expõe Plano de Imunização contra Covid ao Ministério Público de Pernambuco

 

Foto: Divulgação/MPPE

O procurador-geral de Justiça, Paulo Augusto Freitas, recebeu, nesta terça-feira (19), a secretária de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque; acompanhada do secretário de Planejamento, Felipe Matos; do secretário de Participação Social, Carlos Muniz; e do procurador municipal; Silvio Lins. Eles apresentaram ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) o plano de vacinação organizado para imunizar a população da capital pernambucana contra a Covid-19. 

 
De posse de mais informações divulgadas na apresentação, o procurador-geral de Justiça e o coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde, Édipo Soares, vão elaborar uma recomendação da Procuradoria Geral de Justiça para todos os promotores e promotoras de Justiça do Estado se basearem em suas cobranças e vigilâncias no tocante aos esquemas de vacinação de cada município pernambucano.
 
“O Ministério Público de Pernambuco tem acompanhado e se manifestado desde o início da pandemia para garantir os direitos e a saúde da população estadual. É muito positivo esse espaço de diálogo como o de hoje, para que possamos colaborar com todo o processo de vacinação que agora se inicia”, atestou Paulo Augusto Freitas.
 
A recomendação do MPPE apontará preocupações com cumprimento de cronogramas, obediência rigorosa com a especificação dos grupos que devem ser vacinados neste primeiro momento, cuidados com armazenamento e segurança das vacinas, entre outras. “O MPPE está presente em todos os municípios estaduais e, por isso, a importância da nossa capilaridade neste processo de assegurar a segurança e a qualidade da vacinação”, comentou Édipo Soares.
 
A promotora de Justiça Helena Capela, que atua na Capital na área de saúde, manifestou alívio e satisfação com a chegada do primeiro lote de vacinas ao Recife e a Pernambuco. “Graças ao Sistema Único de Saúde (SUS), com sua rede consolidada e experiência em vacinação, será bem mais fácil e rápido concluir a imunização da população, de acordo com os envios das vacinas pelo governo federal. Cabe a nós promotores e promotoras de Justiça ficarmos atentos ao processo”, assegurou ela.
 
Neste primeiro carregamento, 270 mil doses de vacina Coronavac chegaram a Pernambuco, das quais 67 mil são para o Recife. Desde segunda-feira (18), pessoas começaram a receber as vacinas. O primeiro lote destinado ao Recife é o suficiente para vacinar 33,5 mil pessoas. A Prefeitura, obedecendo as indicações do Ministério da Saúde, iniciou pelos trabalhadores de saúde da linha de frente da Covid-19, além de pessoas idosas que residem em Instituições de Longa Permanência (Ilpis) e os trabalhadores destas instituições. 
 
Ao todo 13 equipes volantes farão a vacinação nos postos de trabalho dos profissionais de saúde e nas instituições.
 
“A melhor forma de a vacinação ocorrer é o Ministério da Saúde ficar responsável pela distribuição dos lotes ao país inteiro e ser ágil para adquirir as doses”, mencionou a secretária de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque. “A rotina de vacinação e os eventos pós-vacinação serão acompanhados de perto por nós, que investigaremos cada caso de adoecimento para saber se tem a ver ou não com a vacinação”, garantiu ela.
 
No futuro, a Prefeitura do Recife apresentará um aplicativo para cadastramento da população e agendamento de acordo com o cronograma de grupos prioritários para cada lote que for enviado. “Manteremos sempre uma estratégia de comunicação clara e forte para que não haja dúvidas sobre o processo”, disse o secretário de Planejamento, Felipe Matos.
 
Para conferir mais informações sobre a vacinação da Prefeitura do Recife, clique aqui 

*Com informações da Assessoria de Comunicação do Ministério Público de Pernambuco 

MAIS VISITADAS DO MÊS

Após dia de polêmica, Marília Arraes solta nota rebatendo acusações de traição, golpismo e aliança com a direita que lhe foram imputadas por colegas do PT

Lideranças e ex-presidentes defendem reeleição do Bruno Baptista à presidência da OAB/PE

Diretoria Antimáfia Italiana e Polícia Federal em Pernambuco prendem Italiano apontado como líder de rede de traficantes internacionais de drogas. O estrangeiro morava em Aldeia, na cidade pernambucana de Camaragibe

Priscila Krause afirma que João Campos manteve equipe administrativa da Secretaria de Saúde, alvo de sete operações da PF: “de fato ele confia na equipe”

Generosidade: Líder do Governo Paulo Câmara indica deputados do PT e do PSOL para Comissões na Alepe