Atividade das microempresas e dos profissionais autônomos em março é a pior para o mês desde 2015, aponta estudo da SumUp

3 de mai. de 2021

/ by Blog da Noelia Brito
Foto: Reprodução

Piora no desempenho econômico foi intensificado pelo aumento dos casos de Covid-19 no início do ano


A atividade econômica das microempresas e dos trabalhadores autônomos atingiu, em março desse ano, o pior resultado para o mês desde 2015. É o que aponta o Índice SumUp do Microempreendedor (ISM), desenvolvido pela SumUp, fintech de soluções financeiras diversificadas para microempreendedores e profissionais autônomos.

Em março deste ano, o ISM foi de 81,01 pontos. O resultado representa uma queda de 10,05% em comparação ao aferido no mesmo mês do ano passado, quando chegou a 90,07 pontos. O resultado é o pior para o mês desde 2015.

O ISM foi criado para medir a atividade econômica com base em dados de negócios de empreendedores informais, além de micro e pequenas empresas em todos os estados brasileiros e em mais de 30 ramos de atividades distintos. "Podemos atribuir o resultado de março de 2021, em grande parte, às incertezas econômicas com a piora da pandemia no País e ao aumento no número de infectados, que exigiu a intensificação das medidas restritivas, principalmente, neste começo de ano", explica Carlos Grieco, head de pagamentos da SumUp.

Renan Pieri, professor da Fundação Getúlio Vargas e responsável por elaborar o índice, reforça a argumentação. "Boa parte dos pequenos empresários do varejo foi afetada pelas medidas que restringiram a circulação de pessoas nas cidades brasileiras e, consequentemente, as vendas caíram", diz.



ISM - comparação ano a ano




Como Funciona o ISM

A divulgação do Índice SumUp do Microempreendedor (ISM) é uma contribuição da SumUp para o País com o intuito de ampliar o acesso às informações sobre a economia brasileira. O ISM é calculado a partir de um método estatístico robusto, mas simples, que permite explicar o desempenho do setor microvarejista com base nas vendas processadas pelas maquininhas da SumUp.

A metodologia de criação do ISM consiste na seleção de benchmarks, escolha de um indicador de referência para ajuste estatístico do modelo, ponderação e colapso de dados e estimativa econométrica. O gráfico resultante permite entender o comportamento do mercado para microempreendedores no Brasil nos últimos anos e cada valor representa a variação percentual do ISM em comparação com o mesmo mês do ano anterior.


Nenhum comentário

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

© Todos os direitos reservados - 2021